Em live, Unicentro adia retorno das aulas presenciais 

Universidade também vai solicitar o comprovante de vacinação de toda a comunidade universitária – estudantes, professores e agentes universitários

Devido a alta nos registros de contágio por Covid-19, a Unicentro anunciou que adiou o retorno às atividades presencial. Em live, realizada nessa segunda-feira (10), o vice-reitor da universidade, Ademir Fanfa Ribas, anunciou que, como medida de proteção e prevenção, o retorno presencial das aulas, até então previsto para o próximo dia 18, foi adiado para 31 de janeiro. Dessa forma, segundo a universidade, todos os cursos vinculados ao “Calendário I” iniciam no dia 18 de janeiro ainda de forma remota.

“Com tudo muito bem pensado, estudado e orientado em conjunto com profissionais da saúde, decidimos por retornar de forma remota e adiar o início das atividades teóricas presenciais, que devem, então, iniciar no dia 31. Nós temos que voltar, mas voltar com segurança e, hoje, os números de casos de Covid têm assustado a todos.

O cuidado para com a nossa comunidade fez com que prorrogássemos o início das atividades presenciais”, justificou. “A única exceção é o curso de Medicina Veterinária, que começou as atividades presenciais hoje (10) e deve continuar”, pontuou Ademir.

Outro anúncio feito durante a live foi quanto à decisão por solicitar o comprovante de vacinação de toda a comunidade universitária – estudantes, professores e agentes universitários.

“Enquanto universidade, pela sua autonomia, nós temos condições de pedir que as pessoas só entrem na universidade se estiverem vacinadas. Essa medida é pensada muito mais no coletivo do que no individual. Nós queremos que todos possam se proteger”, disse o professor.

“Os estudantes deverão anexar o comprovante de vacinação em uma disciplina criada no Moodle. A chefia do Departamento, junto com os professores de cada turma, fará o controle dessa disciplina para poder ter o comprovante de que o aluno está vacinado”, explicou.

Também foi anunciado, durante a live, que o campus Cedeteg, em Guarapuava, será um Centro de Vacinas a partir do dia 12 de janeiro. “Serão feitas todas as vacinas adultas, também em horários em que os postos de saúde estão fechados”, comunicou o vice-reitor.

Fanfa Ribas destacou que todas as medidas tomadas pela Unicentro são amparadas por profissionais da área da saúde e reavaliadas diariamente. O vice-reitor ressalta que os três campi da universidade – Santa Cruz e Cedeteg, em Guarapuava, e Irati –, bem como os campi avançados, estão comprometidos para garantir um retorno presencial seguro para toda a comunidade.

“Os campi seguem adotando todos os cuidados sanitários, cuidando da higienização das salas de aula e dos espaços externos. Foram comprados equipamentos de proteção individual e estão sendo elaborados alguns procedimentos que deverão ser realizados no retorno das atividades. Já temos cartazes impressos, com 13 procedimentos que deveremos tomar e teremos, também, uma cartilha para toda a comunidade com orientações de prevenção”.

A reitoria da Unicentro informou que segue acompanhando o cenário de casos de Covid-19 na região. Todas as medidas adotadas pela universidade serão divulgadas nos canais oficiais de comunicação.

Além do site, as informações e decisões institucionais são veiculadas também no canal de informações da instituição no Telegram, no facebook.com/unicentropr e em instagram.com/unicentropr. Unicentro solicita comprovante de vacinação – A Universidade decidiu por adotar o Certificado Nacional de Vacinação Covid-19, que pode ser emitido pelo aplicativo ou pela versão web do Conecte SUS.

Para os estudantes, haverá uma disciplina no Moodle na qual será possível anexar o documento.

Já os agentes universitários, devem encaminhar o comprovante para o e-mail [email protected]

Para ambos os casos, o prazo para envio é o dia 30 de janeiro. “Caso não tenha tomado a vacina por uma questão médica, também é possível encaminhar um pedido de exercício domiciliar pelo Protocolo Online (acesse aqui), anexando todos os documentos que comprovem o pedido”, orientou o vice-reitor.