Política  

“O Bernardo continuará com o trabalho”, afirmou Carli em convenção do PSDB

Desde que Fernando Ribas Carli entrou para a política esta é a primeira vez que o grupo carlista fica de fora da eleição para prefeito

 

Na noite de ontem o PSDB de Guarapuava realizou a sua convenção municipal. O encontro, que aconteceu nas dependências da Câmara Municipal trouxe os partidos que integram a base do grupo Carlista. A primeira surpresa veio já no início. O próprio PSDB, DEM e PP definiram que não teriam candidato a prefeito, assim as discussões partiram das candidaturas a vereador.

No encontro o PSDB apresentou oito nomes de mulheres para serem candidatas a vereadoras e seis homens, o PP oito homens e o DEM oito homens e duas mulheres para concorrerem ao pleito.

A coligação na proporcional com os três partidos foi denominada de “Sempre com Você”. Os vereadores Milton Roseira, Cosme Stimer, Elcio Melhem e Maria José irão concorrer à reeleição.

Fim de uma era

A surpresa maior ficou para o final. Em tom de adeus, o ex-prefeito e presidente do PP guarapuavano, Luiz Fernando Ribas Carli fez um discurso que emocionou o plenário da câmara praticamente lotado. “Nunca imaginei vir a uma convenção para liberar os candidatos a vereador para escolherem o caminho que entenderem como o melhor para a majoritária”, disse Carli. O ex-prefeito destacou que seu nome não concorre neste pleito por não ter condições de se afastar de suas atividades particulares. Ressaltou, ainda, sua necessidade de se voltar mais para a família e acompanhar com proximidade o trabalho que seu filho, o deputado Bernardo Carli, vem fazendo na vida pública.

O ex-prefeito enfatizou ainda que a escolha dos vereadores pelo candidato a prefeito deveria ser feita de forma responsável, pensando no bem dos cidadãos. “Quem está concorrendo deve fazer uma reflexão do que é melhor para a cidade”, afirmou.

Durante a plenária, Carli não deixou de citar todos os benefícios e melhorias que Guarapuava viveu em todos os setores durante suas gestões. Ele lembrou a questão do reconhecimento da Unicentro, em 1995. “Foi um marco para a Educação regional. Em 1995, o orçamento da Unicentro era de R$ 2 milhões e hoje chega próximo a R$ 200 milhões”, enfatizou.

Por último, Fernando Carli deixou claro que o grupo irá manter a união. Além disso, apontou que seu filho, o deputado Bernardo Carli deve ser o responsável pela sequência de seu legado para Guarapuava. “O Bernardo deve levar adiante a nossa vontade que sempre tivemos de fazer com que Guarapuava crescesse, se desenvolvesse, melhorando a qualidade de vida de todos e promovendo melhorias em todas as áreas”, disse. “Nós, enquanto Prefeito, fizemos um trabalho muito sério para que pudéssemos colocar a nossa cidade como polo de desenvolvimento, o que de fato aconteceu. E me sinto muito realizado por ter feito muito por Guarapuava. Estarei sempre com vocês, junto nesta caminhada”, garantiu, sob aplausos.

De acordo com o deputado, embora a chapa não tenha lançado candidato a prefeito, o PSDB vem fortalecido. “Tenho certeza de que este é o melhor quadro de pré-candidatos, com disposição e capacidade para fazer o melhor pela nossa Guarapuava. Estamos juntos e fortalecidos para a campanha eleitoral”, destacou Bernardo Carli.

Sem representante

Desde que o patriarca Fernando Ribas Carli entrou para a política esta é a primeira vez que o grupo carlista fica de fora da eleição para prefeito. De acordo com conversas de bastidores, a decisão tardia de Carli em desistir de ser candidato a prefeito atrapalhou a possibilidade de uma nova candidatura competitiva no município, ou seja, do próprio Fernando.

Havia também uma pré disposição de coligação entre Carli e o grupo Mattos Leão, porém, a decisão de última hora, inviabilizou o processo que teria como candidato majoritário o empresário Leonardo Mattos Leão (PTB).