Geral  

Mesa Redonda trouxe discussão sobre gênero pela imprensa guarapuavana

Falta de dados é um dos maiores problemas enfrentados pelos jornalistasNa segunda-feira (01), aconteceu na Sede da ACIG Guarapuava, uma Mesa Redonda com a imprensa de Guarapuava, abordando o tema: Violência de gênero e mídia.

Profissionais dos meios de comunicação da cidade estavam presente na mesa. Foi discutida a importância de abordar as questões de violência de gênero nos meios de comunicação, e como cada meio abordava o assunto.

Outro quesito importante abordado na discussão, foi a falta de fontes seguras para contextualizar bons textos, tanto para rádio, TV, impresso e web. Essa falta de dados acaba dificultando o aprofundamento do tema, pois não tem como provar os dados sem fonte segura, expondo assim, dados sem valor para a população.

Também na mesa, foram apresentados dados sobre a violência contra a mulher em Guarapuava, um número gritante e que muitas vezes não é considerado de forma adequada. Com notícias superficiais, e sem aprofundamento, por vários motivos as notícias ficam no esquecimento, e então apenas os casos mais graves ganham repercussão.

O objetivo geral da mesa é colher dados relevantes e importantes, e em cima deles construir boas matérias, que exponham o quão importante é combater a violência, e não deixar silenciado nenhum caso de violência.

Representando a Prefeitura Municipal, estava presente o Secretário de Comunicação Márcio Fernandes, o qual sugeriu a implantação de um Observatório da Imprensa, e um projeto de extensão junto com acadêmicos de jornalismo da Unicentro, além da entrega em massa de panfletos informativos sobre o tema em todas as residências de Guarapuava.

Tipos de violência
– Violência Física
– Violência Psicológica
– Violência Sexual
– Violência Moral
– Violência Patrimonial

Em caso de violência, ligue para Delegacia da Mulher: (42) 3630-1700