Geral  

Indústria convocada a melhorar gestão

O edital do Programa de Apoio à Competitividade das Indústrias do Paraná foi lançado no início de agosto e teve o prazo final para a apresentação de projetos prorrogado para o dia quatro de setembro, para atender a um número maior de indústrias. A divulgação dos beneficiados será divulgada no dia 11 de setembro.
O Programa vai disponibilizar R$ 800 mil a projetos nas áreas de gestão financeira, gestão da produção e eficiência energética, para empresas de todos os portes e segmentos industriais. Empresas de Guarapuava também podem participar, segundo informa o Coordenador Regional, Júlio César Pacheco Agner. “Basta preencher os requisitos necessários para participar do edital”, esclarece ele.
A Fiep vai fomentar 80% do investimento dos projetos aprovados no edital e o grupo de indústrias participantes será responsável pela contrapartida de 20%.
As propostas devem ser apresentadas por sindicatos ligados à Fiep, representando grupos de 20 a 25 indústrias. Os projetos selecionados serão desenvolvidos com o apoio de consultores contratados, que atenderão individualmente as necessidades das empresas. “Esta é uma oportunidade para que as empresas aprimorem seus processos e saiam fortalecidas, com uma percepção maior de possibilidades e de ferramentas para enfrentar os momentos de crise”, afirmou Maria Aparecida Lopes, gerente da Central de Relações com Sindicatos e Coordenadorias Regionais da Fiep.
“A contrapartida devida pelos participantes será diluída ao longo dos meses de desenvolvimento do projeto, o que torna a contratação da consultoria algo bastante acessível e vantajoso para indústrias de todos os segmentos e portes”, avaliou o gerente de Fomento e Desenvolvimento da Fiep, Marcelo Percicotti.
Os projetos deverão ser concluídos entre nove meses e um ano. Mais informações pelo telefone (41) 3271-9844.

Programa
O edital é uma das iniciativas da Federação pelo Programa de Melhoria da Competitividade Industrial. O programa é composto por 13 projetos e foi estruturado rapidamente para dar suporte às empresas industriais neste momento de instabilidade econômica. O pacote inclui ações de curto, médio e longo prazos, nas áreas de fomento, internacionalização, business, além de capacitações voltadas à gestão financeira, gestão de processos, e eficiência energética.