Economia  

GOL é a companhia aérea mais pontual do Brasil

A GOL foi escolhida como a companhia aérea mais pontual do Brasil, segundo a OAG (Official Airline Guide), empresa independente para monitoramento de pontualidade mundial.

A empresa, que decolou 230 mil vezes em 2016, foi pontual 84,63% dos voos, de acordo com a instituição. A pesquisa, que rastreou mais de 54 milhões de voos em todo o mundo, considera que um voo na hora é aquele que decola até 15 minutos depois do horário previsto.

Na categoria de low cost, ou baixo custo, ela é a segunda companhia aérea mais pontual do mundo, depois da MonarchAirlines, do Reino Unido.

No início da semana, a FlightStats divulgou outra lista de pontualidades e atrasos de companhias aéreas. No entanto, a lista considera apenas empresas com operações globais e, por isso, a GOL não entra na avaliação.

Segundo Sérgio Quito, vice-presidente de operações da GOL, o ranking é resultado de um trabalho árduo que começou com a criação de um núcleo estratégico há cerca de dois anos.

Uma das mudanças foi no planejamento. Para decolar mais cedo, a companhia aérea também começou a se programar com uma antecedência maior. Agora, a escala de voo é feito com uma antecedência mínima de 3 dias. Dessa forma, a empresa já consegue se preparar para problemas meteorológicos ou com aeroportos.

Outras alterações dizem respeito à agenda de sua equipe. Os passageiros não são os únicos com dificuldades em pegar uma conexão apertada: a tripulação também precisava correr para chegar na hora e, por consequência, não atrasar todo o voo. Por isso, a GOL aumentou o MTC (Minumum Conection Time ou tempo mínimo de conexão) de 40 para 60 minutos.

Mais malas, mais atrasos

Por conta da crise no mercado de viagens no Brasil, a companhia aérea começou a fazer mudanças em sua malha aérea, concentrando mais os voos a partir de grandes cidades a partir de 2015.

“Com as mudanças que fizemos, o perfil de cliente mudou e há mais pessoas viajando para o nordeste a lazer, por exemplo”, diz Quito. As pessoas que viajam a trabalho levam apenas uma mochila ou pasta, enquanto quem voa com a família nas férias leva muito mais malas, que levam mais tempo para serem despachadas.

Então, a GOL reorganizou os funcionários em solo para atender melhor os horários de pico. “Não contratamos, mas reforçamos as equipes nos horários mais críticos”, afirmou o vice-presidente de operações.

A alta temporada, que vai de dezembro a janeiro, também ganhou um reforço. Uma aeronave de cobertura ficará de prontidão, caso problemas técnicos atrasem a decolagem de outros aviões. Já havia um avião reserva em Congonhas e a GOL estendeu o serviço ao aeroporto de Guarulhos.

Exame