Economia  

Comércio paranaense obteve melhoras em 2016, diz Faciap

Indicadores da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap) apontam que, apesar de crise, o ano de 2016 foi melhor para o comércio paranaense em comparação a 2015. Os dados foram divulgados nesta terça (24) e levaram em consideração 262 cidades do Paraná e 28 mil empresas.

Segundo o Indicador Faciap de Registro de Dívidas (IFRD), houve crescimento de 1,3% na quantidade de dívidas registradas no ano passado frente a 2015. Por outro lado, a regularização de débitos aumentou. Seguindo o Indicador de Regularização de Dívidas (IFRE), o número de dívidas pagas foi 8,2% maior no varejo do Paraná.

Além disso, a inadimplência desacelerou. De acordo com o Indicador Faciap de Inadimplência (IFIN), a inadimplência caiu 10,6% em 2016 em relação ao ano anterior. Já a intenção de compras subiu. O Indicador Faciap de Intenções de Compra a Crédito (IFIC ) no varejo mostra alta de 3,3%.

“O cenário menos negativo de 2016 é fruto da mudança de comportamentos: o consumidor está mais cauteloso em tomar dívidas novas e preocupado em pagar dívidas existentes”, analisa Edson Araújo Filho, diretor comercial da Faciap. “De outro lado, com a tímida melhora do consumo, o comércio está sendo mais criterioso ao conceder crédito. Esses fatores combinados contribuíram para que 2016 tivesse um desempenho melhor em relação à inadimplência”.

O levantamento é feito a partir de informações da maior rede de proteção ao crédito do Paraná, que é a Base Centralizadora Faciap de Proteção ao Crédito (BCF), conveniada ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e à Serasa Experian.

RedeSul