Cidadania  

Pinhão: Um alimento que faz parte dos paranaenses

Um alimento nutritivo e saudável, assim é o ‘pinhão’, além de ser delicioso é claro. Ele apresenta em seu interior altos teores de proteínas, fibras alimentares e amido. E também não apresenta glúten e tem baixo índice glicêmico. Aqui está uma boa notícia para produtores e consumidores sobre essa semente espetacular.

A partir desta sexta-feira (1.º) está liberada a colheita e comercialização de pinhão no Paraná. A Araucária faz parte do dia a dia dos paranaenses, mas há vários fatos pouco conhecidos sobre a árvore e sua famosa semente. A fonte das informações são da Secretaria da Cultura do Paraná e de especialistas no assunto. Nessa lista estão cinco curiosidades da árvore e do pinhão que poucos sabem.

1- Um pomar de araucárias rende mais de cem anos de colheita. Um hectare dá, todo ano, a partir de 2,4 mil quilos de pinhão, podendo chegar ao dobro disso.

2 – Com o quilo do pinhão a R$ 4, a renda de um hectare de araucárias produzindo pinhão pode ser dobro da obtida com a soja.

3– O tipo mais produtivo é o pinheiro Caiová, que rende até 100 pinhas por árvore a partir dos 12 anos.

4- Para plantar um pinhão e dar origem a uma araucária há um teste fácil: coloque os pinhões dentro de um recipiente com água. Os que afundarem vão germinar facilmente, enquanto os que flutuarem devem ser rejeitados, pois não servem para o plantio.

5 – O plantio do pinhão de ser feito direto na terra ou em recipientes com profundidade de 15 a 20 centímetros para que suas raízes possam crescer. O pinhão não deve ser colocado a 90° em relação ao solo.

Essas são apenas algumas curiosidades da árvore embora existam muitas outras informações.