Educação  

Artagão Júnior anuncia novos recursos e retomada de obras em colégios de Guarapuava

Fotos: Divulgação

Ao todo serão investidos cerca de R$ 7 milhões de reais nas obras dos Colégios Estaduais, Pedro Carli e Leni Marlene Jacob

Em Guarapuava, o Secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju), deputado Artagão Júnior, visitou os Colégios Estaduais Pedro Carli e Leni Marlene Jacob, oportunidade em que anunciou R$ 250 mil para reparos nas unidades. Os dois colégios contam com mais de 700 alunos.

Artagão Júnior também anunciou a retomada das obras nas novas unidades. Cada obra terá um investimento de quase R$ 3,5 milhões. “Um dia muito importante para educação de Guarapuava, pois além de estarmos anunciando R$ 250 mil para cada colégio, para reparos nas unidades já existentes, estamos anunciando também, junto da empresa vencedora do processo licitatório, a retomada das obras nas novas unidades”, destacou o deputado. Artagão disse que a retomada das obras Colégios Estadual, Leni Marlene Jacob e Pedro Carli exigiu todo um trabalho parlamentar, pelo tempo que as obras estiveram paralisadas. “Ao todo serão cerca de R$ 3,5 milhões em cada uma das unidades de ensino. Além dos R$ 500 mil nas melhorias nas estruturas que estão sendo utilizadas atualmente pelos alunos e professores desses colégios”, explicou Artagão. Ele ressaltou da importância de estar junto da comunidade para festejar este dia de alegria, com recursos para melhorias e a retomada de obras nas escolas.

COLÉGIOS

O Colégio Estadual Pedro Carli funciona em dualidade com a Escola Municipal Capitão Wagner e o Colégio Estadual Leni Marlene Jacob funciona hoje em dualidade com a Escola Municipal Abílio Fahriciano de Oliveira. A estrutura do Pedro Carli contará com 20 salas de aula, do Leni Marlene16 salas de aula e cada unidade terá capacidade para comportar 1,8 mil alunos. “Esses dois colégios são uma demanda antiga da comunidade educacional de Guarapuava. Com essa construção, a capacidade de alunos vai aumentar, trazendo mais qualidade de ensino e comodidade para os alunos, pais e professores”, enfatizou Artagão Júnior.

Recursos para as Apaes

Governo do Estado assinou recentemente o termo de colaboração com 200 Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), para o repasse de recursos destinados a reformas e reparos gerais. Cada Apae receberá R$ 100 mil. Assim como já estão sendo feitos nos colégios estaduais com os programas Escola 1000, Reparo Rápido e Escola Conectada. “Nós estamos tendo investimentos significados na Educação como num todo. No Núcleo de Educação são mais de 50 colégios em municípios da região e todos eles estão recebendo investimentos do governo do Estado. Nesse grupo entrou as Apaes, que são de suma importância pelo trabalho que fazem pela comunidade”, lembrou o secretário.  Ressaltando que serão mais de R$ 100 milhões investidos nestes programas na educação.

Representatividade

O deputado Artagão comentou das muitas conquistas para Guarapuava nos últimos cinco anos. Numa união com os gestores públicos, o governo do Estado e os deputados estaduais que representam o município na Assembleia Legislativa. “É o resultado do compromisso assumido com a comunidade local e isso é fantástico. É evidente que existam disputas no período eleitoral, mas passado esse processo, os eleitos tiveram um compromisso muito maior que seus interesses pessoais. Isso foi construído em Guarapuava, com o prefeito Cesar, vereadores e os colegas na Alep”, reiterou. Argumentando que muitas das conquistas realmente são frutos de boas parcerias. Ele que deverá deixar a secretaria de Justiça e Trabalho em abril, retornando para Assembleia Legislativa. “Estar no Seju neste período foi um aprendizado, uma experiência que acrescentou bastante nesta caminhada como parlamentar. Sou muito grato ao governador Beto Richa pela confiança no nosso trabalho”, enalteceu.

Os eventos contaram com as presenças do chefe do Núcleo Regional de Educação, Marlon Douglas Pires, dos vereadores Danilo Dominico, Pedro Moraes, do presidente da Câmara, João Napoleão, da secretária municipal de Educação, Doraci Luy, do empresário Odacir Antonelli, além dos diretores, professores, alunos e pais.

Na foto o Colégio Leni Marlene Jacob, que estava com as obras paradas desde 2013, devido a Operação Quadro Negro, da Polícia Federal