Economia  

Em meio à crise econômica, feriados serão mais um obstáculos para comerciantes em 2017

Se 2016 já foi difícil para o comércio, 2017 deve ser ainda pior. Isso devido à quantidade de feriados nacionais e municipais que devem ser emendados pela maioria dos brasileiros. Se no ano passado foram nove feriados, em 2017 são 12, cinco só no primeiro semestre.

Para muita gente, a quantidade de feriados não é motivo de comemoração. Além das pessoas que não poderão viajar nos feriados para economizar e conter as despesas, muita gente também vai ter que aproveitar as datas para trabalhar ainda mais.

No mês que vem, o carnaval já garante cinco dias de folga para a maioria dos brasileiros. Abril terá dois feriados. A sexta-feira santa, no dia 14, e em seguida o feriado de Tiradentes, no dia 21, também em uma sexta-feira.

O Dia do Trabalho, 1º de maio, cai em uma segunda-feira. Ainda no primeiro semestre, está prevista a comemoração de Corpus Christi no dia 15 de junho.

Mas os feriados também são motivo de comemoração. Os shopping centers devem impulsionar ainda mais as vendas nestas datas.

No segundo semestre de 2017 estão previstos sete feriados. A comemoração de 7 de Setembro, seguida do dia da Padroeira de Curitiba, no dia 8. O Dia das Crianças, em outubro. Em Novembro, serão dois feriados: Finados e a Proclamação da República. E para fechar a lista de feriados de 2017, o Natal e o Ano Novo.