Agora é Copa!

Depois da conquista brilhante do Poker/Guarapuava Garden Shopping/Óleo Leve, que faturou o primeiro lugar da primeira fase da Chave Ouro do Paranaense de Futsal, o time guarapuavano terá alguns dias de folga. Pois, pela tabela da Federação Paranaense de Futsal, a equipe não jogará na primeira rodada da segunda fase (no próximo dia 21). Depois desta rodada, o estadual entrará em recesso, para que sejam disputada a fase regional dos Jogos Abertos do Paraná. Somente alguns jogadores do CAD deverão ser utilizados, estendendo ainda mais o tempo de descanso e de recuperação para os demais atletas.

Este período de recuperação será muito importante, pois em julho, junto com o retorno ao Campeonato Paranaense, começará a Liga Futsal, com uma tabela difícil para o time de Guarapuava, nas rodadas iniciais. Ou seja, é muito importante descansar bem para voltar com 'carga máxima' no mês que vem, quando o 'bicho pega' nas principais competições do ano para os guarapuavanos.

Até por isso, na coluna de hoje, me permito sair do assunto futsal para pincelar algumas impressões sobre a Copa de Mundo no Brasil. O maior evento esportivo de 2014 que, como não poderia deixar de ser, está tomando as atenções de todos os brasileiros e de todo o mundo.

Por azar (ou sorte, dependendo do ponto de vista), a Copa acontece justamente em um ano político, de eleição presidencial. Desta forma, não é raro ver opiniões polarizadas sobre o torneio mundial. Ainda mais nesta novíssima era em que vivemos, em que todos (ou quase todos) podem opinar pelo meio eletrônico, principalmente nas redes sociais. Discussões acaloradas, posições extremas e, até mesmo, factoides, são o que vemos diariamente, ao abrir a internet. Neste contexto, é (quase) impossível ficar alheio ao clima desta Copa, totalmente diferente das anteriores. Em parte por ser em nosso país e, em parte, por estas condições díspares.

As discussões e posições políticas bem definidas são bem-vindas, pois a partir do debate é que podemos começar a melhorar as coisas no Brasil. No entanto, vejo muita gente perdendo a chance de curtir a Copa em razão deste clima eleitoral. Copa do Mundo em nossa casa é uma oportunidade única. Feliz são aqueles que puderam assistir as duas Copas no Brasil, em 1950 e 2014, já que a maioria de nós não conseguirá ver mais do que um torneio em nossa casa.

É preciso saber separar as coisas. Não podemos fechar os olhos para nossos problemas. É importante discutir, refletir e defender nossas posições políticas. Mas, ao mesmo tempo, é importante defender nosso patriotismo e, para os que gostam de futebol, apreciar uma Copa do Mundo que começou com alto nível técnico, com muitos gols e com belas apresentações das equipes apontadas, até o momento, como favoritas ao título. É uma Copa que esta 'dando gosto' pela qualidade dos jogos realizados até agora.

Hoje, é dia de Brasil x México. Vamos torcer, extravasar, curtir cada momento desta Copa. Mostrar ao mundo inteiro que no Brasil está sendo realizado (se não a Copa das Copas) uma torneio inesquecível. Depois, com o poder do voto em nossas mãos, vamos realmente definir o melhor futuro para nossa nação. Cada coisa a seu momento. Vamos em busca de duas vitórias para o Brasil em 2014: uma dentro de campo e outra nas urnas!

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA