Paraná investiu R$ 112 milhões na Polícia Militar em dois anos

foto: Agência Estadual de Notícias

Os recursos investidos possibilitaram maior presença policial nas ruas, melhorando a prevenção e inibindo delitos

O Governo do Paraná investiu, nos últimos dois anos, R$ 112 milhões na Polícia Militar do Estado. Os recursos foram utilizados para melhorar a estrutura da entidade, com aquisição de equipamentos e contratação de pessoal. Segundo o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, no mês em que a PM comemora 163 anos de história, é importante salientar os avanços obtidos nos últimos anos.

“É sempre importante ressaltar o trabalho de excelência realizado pelos nossos policiais militares no dia a dia do enfrentamento ao crime e no atendimento à população. O Governo do Paraná tem feito importantes investimentos visando trazer mais eficácia, qualidade e segurança no trabalho dos nossos policiais militares”, afirma Mesquita.

Os recursos aplicados pelo Governo permitiram melhorar as condições de trabalho dos agentes, com a aquisição de viaturas, coletes balísticos e armamentos. Mais do que substituir veículos antigos, as novas viaturas ampliaram a frota existente, possibilitando maior presença policial nas ruas, o que contribui para a prevenção e para inibir delitos, principalmente em locais e horários com maior incidência criminal. Para reforçar o patrulhamento, em 2014 também foram entregues cem módulos móveis e cem motocicletas. “Esses investimentos tiveram pronta aplicação para a área operacional da PM e já contribuem para a redução de importantes índices criminais neste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado”, acrescenta o secretário Mesquita.

MAIS POLICIAIS

Desde 2011, foram mais de 9,3 mil policiais militares contratados, entre soldados e cadetes. Eles fazem parte de um total de aproximadamente 11 mil contratações para as forças policiais do Paraná. Profissionais que passaram por cursos de formação (soldados), de carreira (cabos e sargentos) e de aperfeiçoamento, além de capacitações especializadas, como no caso do Batalhão de Operações Especiais (negociação em crises, operações especiais e controle de distúrbios civis). Para que isso fosse possível, foi instalado um novo centro de ensino para a corporação, além da Academia Policial Militar do Guatupê (São José dos Pinhais): a Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização (Esfaep) da PM em Maringá. Com mais policiais, foi possível ampliar a estrutura da PM em todo o Estado.

 

Tagged with:     , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA