Justiça determina suspensão de atividades da empresa “O Negociador” no Paraná e em Guarapuava

Foto: Portal OAB

A empresa “O Negociador” atuava em Guarapuava na rua Azevedo Portugal no centro

A justiça 1ª Vara Federal de Curitiba determinou a suspenção de algumas atividades da empresa “O Negociador”, que atuava em algumas cidades do Paraná e Sul do País, com serviços e orientações sobre o sistema financeiro e renegociação de dívidas. O juiz federal Friedmann Anderson Wendpap, atendeu em seu despacho um pedido de ação impetrada pela Ordem dos Advogados do Paraná (OAB-PR). No entendimento do magistrado algumas atividades oferecidas pela empresa eram privativas de advogadas e advogados.

“Parte das atividades do O Negociador são ilegais porque não se limitam a promover a negociação administrativa, extrapolando para consultoria e assessoria jurídica, que é função privativa da advocacia”, explicou o presidente da OAB Guarapuava, Marcos Carvalho.

De acordo com a fundamentação jurídica no processo da OAB Paraná, O Negociador trabalhava com pelo menos cinco atividades privativas da categoria, entre elas, captação de clientela, definição de medidas judiciais apropriadas, orientação jurídica, processamento de documentos, além do pagamento de honorários e custas judiciais.

“Várias pessoas foram prejudicadas pelo atendimento do O Negociador, pois a empresa oferecia serviços para os quais não estava habilitada”, explica a vice-presidente da OAB Guarapuava, Maria Cecília Saldanha.

No despacho, a justiça determinou que O Negociador está proibido de prestar qualquer serviço de assistência jurídica e recomendar advogados para prestarem serviços inerentes à atividade advocatícia. O descumprimento da medida renderá multa diária de R$ 10 mil.

Tagged with:     , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA