Em um ano, Procon-PR realizou mais de 88 mil atendimentos

O Procon-PR divulgou no Dia do Cliente, o número de reclamações feitas pelos paranaenses em 2016, mostrando que a população do Estado está cada vez mais consciente e exigente dos seus direitos como consumidores. Só neste ano já foram realizados quase 66 mil atendimentos presenciais e mais 22.250 por internet.
“Reclamar quando algo não sai como o esperado e o combinado ajuda a construir um mercado cada vez mais focado na qualidade e transparência. As empresas conscientes querem melhorar, tanto nos serviços e produtos que oferecem como na forma como se relacionam com seus clientes. Reclamar é um ato de cidadania” afirma Artagão Júnior, secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humano.

INTERNET

Desde que foi criado, em 2013, o site de solução de conflitos de consumo (consumidor.gov) já registrou 49.463 reclamações no Paraná, número maior que as ocorrências registradas em toda a região Norte do Brasil (14.872). “O site é uma ferramenta que tem ajudado muito os consumidores. Nos três anos de funcionamento já foram mais de 415 mil reclamações finalizadas em todo o Brasil”, informa Claudia Silvano, diretora do Procon-PR.

Só de janeiro a agosto deste ano, os paranaenses registraram 22.260 reclamações no site consumidor.gov.br. Esse número já ultrapassa as expectativas para esse ano. “Esperávamos ter até dezembro 20 mil registros no site, com base nas reclamações feitas no ano passado. Aos poucos o número de acessos está crescendo e o consumidor vai se acostumando com essa ferramenta que facilita a sua vida,” completa Claudia Silvano.

TRADICIONAL

Já para quem prefere o atendimento tradicional, o Procon está presente em 60 municípios paranaenses. Nas cidades onde não o há sede do Procon é possível procurar ajuda na Delegacia de Defesa do Consumidor ou nos Juizado Especial Cível. Se não houver nenhuma dessas instituições, é possível enviar uma reclamação por carta à sede do Procon, em Curitiba.

Tagged with:     , , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA