Jornada pela liderança no campo reuniu 2,4 mil produtores rurais, em junho

A caravana do Sistema FAEP/SENAR-PR percorreu quatro mil quilômetros, passando por 11 municípios, com a missão de fortalecer a base sindical rural e formar novos líderes

O Sistema FAEP/SENAR-PR colocou, em junho, sua “caravana” na estrada para cumprir uma nobre missão: estreitar laços com produtores rurais de todas as regiões do Estado, fortalecendo os sindicatos rurais e estimulando a formação de novas lideranças. E a jornada foi longa. A entidade levou a quarta edição do Encontro Regional de Líderes Rurais a 11 municípios de diferentes regiões, percorrendo mais de 4 mil quilômetros, ao longo das quatro semanas, em eventos inspiradores que deram um novo fôlego a homens e mulheres do campo.

Toda essa mobilização deu resultado. A série de eventos bateu um recorde de público, reunindo 2.401 produtoras e produtores rurais, provenientes de 202 municípios. Com 320 pessoas, Londrina, no Norte do Estado, foi o município que mais reuniu participantes. Na edição deste ano, todas as regiões do Paraná estiveram contempladas. O encontro se consolidou como uma oportunidade única de os participantes estreitarem relacionamento, trocarem experiências e, o mais importante, compreenderem a necessidade de ter um sistema sindical for te e coeso. Quem ganha com tudo isso é o próprio setor agropecuário do Paraná, que termina a jornada mais robusto.

“O balanço foi muito positivo. Cumprimos nosso objetivo de formar lideranças, de motivar produtoras e produtores rurais e de reforçar nossas entidades sindicais em todo o Paraná. A participação foi surpreendente”, avaliou o diretor-secretário do Sistema FAEP/ SENAR-PR, Livaldo Gemin. Em todos os eventos, em vez de discursar, o dirigente optou por manifestar um gesto de união, chamando ao palco diretores da entidade e presidentes dos sindicatos rurais, evidenciando a importância de todos para o sistema sindical.

A série de eventos começou por Ribeirão Claro, no Norte Pioneiro, um dos cinco municípios que nunca tinham recebido o Encontro Regional. Pitanga (Centro), Medianeira (Oeste), Teixeira Soares (Centro-Sul) e Rio Negro (Região Metropolitana de Curitiba) também receberam a caravana do Sistema FAEP/SENAR-PR pela primeira vez. Os encontros também ocorreram em Londrina (Norte), Maringá e Cianorte (Noroeste), Guarapuava (Centro-Sul), Castro (Campos Gerais) e Pato Branco (Oeste). Em todos os municípios, a ênfase foi a mesma: que os produtores se sintam inspirados a se tornar protagonistas.

“Os eventos despertaram a liderança, trazendo aos produtores a importância de ser líder de sua propriedade, de ser protagonista de sua vida, de deixar de ficar na arquibancada, assistindo, e passar a tomar as rédeas de sua própria vida. Eu vejo isso com muito bons olhos”, disse o vice-presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR Ágide Eduardo Meneguette. Ao mesmo tempo em que destacou a necessidade de formar novas lideranças, ele enalteceu os líderes mais longevos, que inscreveram seu nome na história do setor.

“O jovem vem para agregar, para conduzir em conjunto, trazendo novas ideias e fortalecendo ainda mais os sindicatos. Tenho visto muita juventude envolvida, engajada nesses encontros, mostrando que está havendo uma nova leva de líderes, que precisa ser trilhado com a sabedoria dos mais velhos, que são nossos guias”, definiu.

Protagonismo

Um dos momentos mais esperados dos encontros foi a participação de Filipe Masetti, conhecido como “Cavaleiro das Américas”. Afinado ao propósito do evento, ele ministrou uma palestra inspiradora, em que compartilhou os aprendizados acumulados ao longo de sua jornada ousada. Masetti cavalgou de Calgary, no Canadá, até Barretos, no interior de São Paulo. Posteriormente, ele iniciou uma nova jornada, de Barretos à Argentina, tornando-se o mais jovem cavaleiro a cruzar as Américas. Ao todo, ele percorreu mais de 27 mil quilômetros.

Em sua fala, Masetti esmiuçou a importância da persistência para transpor os obstáculos que sempre aparecem pelo caminho. “Desistir não é uma opção para quem trabalha no meio rural”, reforçou, fazendo uma alusão à missão dos produtores rurais. “Foi um acerto a convocação desse palestrante, que sensibilizou todo mundo com a sua trajetória, e que fez com que cada um olhasse de uma forma diferente para a própria história. Foi muito gratificante”, avaliou Gemin.

Antes da palestra, os produtores rurais participaram de um momento lúdico: um jogo de tabuleiro que exemplifica como se dá a atuação dos sindicatos rurais e do Sistema FAEP/SENAR-PR em ações do dia a dia do meio rural.

O jogo serviu de gancho para a apresentação do Projeto Sindicato Protagonista, idealizado pela Comissão Estadual de Mulheres da FAEP (CEMF) e encampado pelo Sistema FAEP/SENAR-PR. A iniciativa é voltada a estimular o desenvolvimento dos sindicatos participantes. Eles passam a receber uma consultoria, que desenvolve um planejamento, definindo estratégias e metas específicas, de acordo com os anseios e com a realidade de cada unidade sindical.

Para participar, os sindicatos precisam ter comissão local de mulheres instituída e atuante. Das 85 entidades sindicais que contam grupos femininos, 67 aderiram ao Sindicato Protagonista. Ao longo dos encontros, dezenas de sindicatos rurais receberam a placa de adesão ao projeto. “A proposta é somar as forças das comissões locais de mulheres com os sindicatos rurais, para fazer a diferença e fortalecer as entidades”, disse Lisiane Rocha Czech, coordenadora da CEMF e presidente do Sindicato Rural de Teixeira Soares.

Mulheres puxam participação nos encontros

Mais uma vez, as produtoras rurais deram um exemplo de participação no 4º Encontro Regional de Líderes Rurais. Ao longo dos 11 eventos, foi registrada a presença de 1.433 mulheres – o que representa 59,7% do público total. O avanço feminino é reflexo de um movimento ocorrido no campo, catapultado pela criação da Comissão Estadual de Mulheres da FAEP (CEMF), em 2021. Hoje, 85 sindicatos rurais do Paraná já contam com comissões femininas locais.

“Temos mais de 2,6 mil mulheres atuando pelo Paraná inteiro, de forma coordenada com os sindicatos rurais e com o Sistema FAEP/SENAR-PR. As mulheres estão trazendo uma nova visão e um novo fôlego ao sistema sindical”, avaliou o vice-presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Eduardo Meneguette.

No 4º Encontro Regional de Líderes Rurais, alguns municípios que sediaram o evento registraram participação feminina maciça. Em Maringá e em Pitanga, por exemplo, as produtoras rurais responderam por 70% do público. Em Medianeira, elas foram 68% dos participantes, enquanto em Rio Negro, 63%.

“O Sistema FAEP/SENAR-PR, por meio da CEMF, dá total apoio às mulheres que queiram vir conosco nesta caminhada. A oportunidade está em nossas mãos. Basta querer participar”, disse a coordenadora da CEMF, Lisiane Rocha Czech, convidando mulheres a se unirem à mobilização.