Cidadania

Sondagem aponta que a maioria dos pontos novos estão depredados

As fortes chuvas de forma constantes nos últimos dias em Guarapuava trouxeram à tona problemas crônicos existentes em vários pontos da cidade. Se de um lado nas áreas da região do centro a população usufrui de pontos novos e adequados, em alguns bairros os usuários do transporte coletivo sofrem com a falta de pontos com cobertura. Imagens de pessoas esperando o coletivo na chuva ganhou as redes sociais, com  manifestações populares e lideranças comunitárias. A reportagem foi a campo e presenciou a maioria dos pontos da avenida Manoel Ribas e Alto da XV de Novembro danificados (depredados). Segundo relato de populares as cenas de vandalismos entristece e tiram o conforto das pessoas que precisam utilizar os espaços públicos, mesmo que seja por pouco tempo, para embarque e desembarque dos coletivos. Para o arquiteto da secretaria de Serviços Urbanos (Surg), Luiz Marcelo Sanchez, o vandalismo tira o conforto e a segurança dos usuários. Onde a depredação acontece contra uma edificação forte e resistente, em aço e vidro temperado laminado numa espessura grossa. DENUNCIE    De acordo com a secretaria de Habitação e Urbanismo, atualmente, existem 840 paradas de ônibus em Guarapuava. - 73 são novos modelos (todos já sofreram algum tipo de vandalismo). A prefeitura tem um projeto em fase de licitação para instalação de mais 19 novos pontos.   - Pontos de Fibra com Cobertura - cerca de 350 unidades   - Totem de Ferro (Poste + Placa) - cerca de 350 unidades   - Os outros pontos restantes (cerca de 67) são paradas que foram pré-definidas com a sinalização de um marco.     - Quanto a prefeitura gasta mensalmente com o conserto dos pontos danificados por vandalismo? De acordo com a Secretaria de Habitação e Urbanismo, as manutenções dos pontos de ônibus são executadas de acordo com a dotação orçamentária.   O secretário de Habitação e Urbanismo, Flávio Alexandre disse que é importante que a população denuncie os atos de vandalismo contra Patrimônio Público. Pelo Telefone 190 da PM ou na Surg, 3630-0500.