Política

Romanelli busca maior envolvimento parlamentar nas ações da Alep

(Foto: Reprodução)

Romanelli em todas
Conhecido pela facilidade de tratar temas mais áridos e espinhosos, o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) continua se articulando muito bem no legislativo. Com o histórico de líder dos governos Requião (MDB) e Richa (PSDB), Romanelli é 1º secretário da Casa e acumula relações da ponta direita à ponta esquerda, passando pelo centro do campo político paranaense.
Três eventos que ocorrem nos próximos dias na Assembleia Legislativa foram propostos por Romanelli com o apoio de outros deputados. Na segunda-feira, 20, os reitores das universidades federais vão explicar sobre os cortes de verbas da União - um requerimento assinado com o deputado Professor Lemos (PT). Ainda na segunda-feira, por proposta de Romanelli, a Assembleia vai homenagear os quatro anos o Nota Paraná - um programa de destaque nos governos de Richa e Cida Borghetti (PP).
Na terça-feira, 21, uma audiência pública vai escrutinar o acordo de leniência assinado pelo MPF e a concessionária Rodonorte. Romanelli questiona as tarifas de pedágio desde sua implantação em 1997 e o requerimento convidando o MPF, concessionárias, OAB, PGE e DER é assinado em conjunto com o deputado Tião Medeiros (PTB).
Impacto das universidades
Estudo organizado pela professora Augusta Pelinski, da UEPG, aponta que cada real investido nas universidades estaduais retorna à economia multiplicado por quatro. “O incentivo dado à educação pública induz a produção, emprego, renda, promove o crescimento econômico. Compras de materiais, serviços e renda dos servidores significam injeção dinheiro no mercado. Ter uma universidade significa movimentar a economia. Quando comparada a outros setores, a educação pública mostrou-se um setor-chave no que se refere ao salário médio, ao multiplicador de produção e à geração de postos de trabalho”, diz Augusta Pelinski, organizadora do livro “As Universidades Estaduais e o Desenvolvimento do Paraná”.
Semana da Indústria
Entre os dias 27 e 31 de maio, Ponta Grossa terá a ‘Semana da Indústria’, uma ação da Fiep, através do Sesi e Senai, com apoio da prefeitura. A semana é realizada em comemoração ao Dia Nacional da Indústria, celebrado em 25 de maio, e ofertará à população serviços gratuitos como cursos de capacitação profissional, exames de prevenção, atividades culturais e shows.
Tributação das exportações
A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados aprovou requerimento do deputado Sérgio Souza (MDB-PR) que solicita ao Ministério da Economia informações a respeito dos dados utilizados para o cálculo da revogação das isenções sobre a tributação das exportações. A agropecuária brasileira, diz o deputado, é responsável por 23,5% do PIB e metade das exportações.
Greca, menor salário
Levantamento do G1 em portais da transparência aponta que Rafael Greca (DEM) tem menor salário entre os prefeitos das capitais brasileiras. O maior subsidio é do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), com R$ 31.061,47. Depois vem os prefeitos Gean Loureiro (MDB), de Florianópolis, com R$ 26.385 e Íris Rezende (MDB), de Goiânia, que recebe R$ 25.865 mensais. O salário de Greca é de R$ 16.033,00. Geraldo Julio (PSB), prefeito de Recife; e Firmino Filho (PSDB), de Teresina, abriram mão dos proventos.
É inconstitucional
A Faep considera inconstitucional o projeto do deputado Tadeu Veneri (PT) que proíbe a pulverização aérea no Paraná. “Relatórios da Faep e Adapar, enviados aos deputados, mostram que a pulverização aérea é eficiente e fundamental para a agricultura do Paraná. A decisão da continuidade do projeto traz preocupação para o setor responsável por ser um dos pilares da economia do Estado e por gerar milhares de empregos”, destaca o presidente da Faep, Ágide Meneguette. O projeto de lei já foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça.
Copel investe no Noroeste
O Noroeste vai receber R$ 274 milhões em investimentos, anunciou o presidente da Copel, Daniel Pimentel. Nos próximos três anos serão construídas nove subestações, além de 167 quilômetros de linhas de alta tensão e outros 550 quilômetros de rede básica. “Estamos no caminho certo. Nos últimos cinco anos tivemos uma redução de 32% no número médio de desligamentos na região. E a tendência é melhorar cada vez mais”, diz Pimentel.
Enfermagem
O deputado Luciano Ducci (PSB) adianta que trabalha no Congresso Nacional para que os profissionais de enfermagem tenham a carga horária de trabalho reduzida de 40 para 30 horas semanais. "Além disso, um projeto de lei de minha autoria prevê o fim do ensino à distância para enfermagem. Quando fui prefeito de Curitiba, reduzi a jornada desses profissionais de 40 para 30 horas semanais, como preconiza a Organização Mundial de Saúde', DIZ dUCCI.
Limpa no INSS
O deputado Paulo Martins (PSC-PR), relator da MP do INSS, manteve o artigo que acaba com a necessidade de declarações de sindicatos para que trabalhadores rurais possam requerer a aposentadoria. Pelo parecer, o trabalhador deverá apresentar declaração informando que exerceu atividades no campo para ter acesso ao benefício. O governo pretende economizar R$ 10 bilhões por ano com o combate às fraudes no INSS.
Vice-líder
O deputado Soldado Adriano José (PV) é o 2º vice-líder do governo Ratinho Júnior na Assembleia Legislativa. Adriano José, eleito com 34 mil votos, integra as comissões de Segurança Pública, Direitos Humanos, Agricultura e Transporte. O 1ª vice-líder é o deputado Tiago Amaral (PSB) e o líder, o deputado Hussein Bakri (PSD).
Da Redação ADI-PR Curitiba
Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados.