Economia

Programa Menor Aprendiz do Grupo Superpão traz especialista para falar de depressão e suicídio

O médico psiquiatra Cleber Ferreira falou abertamente aos jovens que buscam o mercado de trabalho numa palestra de interatividade
“A ajuda para uma pessoa depressiva muitas vezes está mais próxima do que imaginamos, no colega de trabalho, na escola, família ou entre os amigos”, Cleber Ferreira (Foto: Cristina Rocha Sens)

Por João Muniz/ Cristina Rocha Sens

  Com mais de 95 anos de fundação, o Grupo Superpão, sediado em Guarapuava, possui um dos programas que mais inserem pessoas no mercado de trabalho na região, que é o Menor Aprendiz. Em mais uma etapa de formação e seleção de jovens, a novidade foi a palestra com o médico psiquiatra Cleber Ferreira, que apresentou seu projeto “Viva a Vida”, para um grupo de cerca de 100 jovens na última quinta-feira (29). A convite da rede de supermercados, o especialista falou sobre depressão e suicídio, abordando informações técnicas e principalmente a prevenção. “O assunto é delicado, mas as minhas energias saem renovadas depois de conversar com os jovens. Fica muito claro o quanto esta é uma realidade próxima deles e o quanto têm dúvidas, por isso é tão importante levarmos estas informações a eles. Agradeço ao Superpão pela oportunidade”, afirmou Dr. Cleber.

   O especialista salientou da importância de falar do suicídio entre jovens, que ajuda muitas vezes mais próxima do imaginamos, no colega de trabalho, na escola, a família ou entre os amigos. Na palestra os participantes intenderam a diferença entre a depressão e o que leva uma pessoa a cometer um ato extremo (suicídio).  

 

 NOVOS COLABORADORES

   O grupo Superpão de supermercados está selecionando e preparando uma nova turma que vão atuar dentro do programa “Menor Aprendiz”. Os jovens possuem idades entre 14 e 18 anos, cursando ou terminando o Ensino Médio, na rede pública. Com trabalho remunerado em horas semanais limitadas dão oportunidade aos jovens para capacitação profissional e graduação escolar.   

 

  De acordo com o Diretor de Recursos Humanos do Grupo Superpão, Edson Moreira, a palestra integra as atividades de integração dos funcionários e serve para que os jovens estejam “capacitados, preparados e bem informados”. A Coordenadora de Treinamentos, Recrutamento e Seleção, Cristina Kosmos, classificou como “excelente” a palestra. “Agradecemos ao Dr. Cleber pela parceria e queremos realizar muitos outros trabalhos juntos”, destacou. O grupo conta atualmente com 3.520 colaboradores, que atuam nas 27 lojas da rede.

 

Necessidades especiais

  Outro diferencial do Grupo Superpão neste contexto é a inserção e integração social de pessoas com algumas necessidades especiais. “Acredito que somos a única empresa do Centro-Oeste e interior do Estado do Paraná que contrata e tem no quadro funcional pessoas com deficiência mental. Isso é uma determinação da direção, para que possamos dar a oportunidade dessas pessoas também estarem inseridas no mercado de trabalho”, frisou. Está disponível para pessoas de vários perfis, para atuar no setor operacional das lojas, como também no operacional das unidades do grupo. Lembrando que estes programas de preparação de mão-de-obra são com estágios remunerados e são realizados nas salas de treinamentos da empresa. O público da terceira idade também vem ganhando espaço e oportunidades de trabalho na rede supermercados.

 

Com estes novos investimentos e treinamento o Grupo Superpão com mais de 95 anos de história, procura atender seus colaboradores e clientes sempre com muito carinho e respeito, fortalecendo nossa tradição, com um olhar fixo no futuro, frisou o diretor de Marketing e Operações, José Fernando Brecailo Jr.

Cestas básicas são repassadas ao SOS e Instituto Renascer

Numa ação de continuidade do trabalho social que vem desenvolvendo, o médico psiquiatra Cleber Ferreira doou 20 cestas básicas para entidades de Guarapuava. As entregas foram feitas ao SOS Airton Haenisch e ao Instituto Renascer, e se tornaram possíveis através da palestra que o especialista deu para jovens funcionários do Grupo Superpão, pela qual havia solicitado, como valor de troca, os kits de alimentos.