Economia

Pesquisa mostra que comércio do Paraná acumula aumento de quase 3% no trimestre

["Setor de venda de som tamb\u00e9m teve aumento"] (Foto: Getty Images)

No estado, o varejo acumulou um aumento de 2,56% no primeiro trimestre do ano, segundo dados da Pesquisa Conjuntural da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR). Em comparação com março e fevereiro, houve alta de 4,55%. Já em relação a março de 2018, o comércio apresentou teve uma redução de 5,95% nas vendas.

Segundo o levantamento, no acumulado de janeiro a março, os setores com maior faturamento foram os de óticas, cine-foto-som, com aumento de 38,73%, e as lojas de departamentos, que tiveram elevação de 30,29% nas vendas. Outros setores que também mostraram bom desempenho, no trimestre, foram materiais de construção (10,16%), combustíveis (5,21%), farmácias (3,01%) e supermercados (1,71%).

Entretanto, as categorias que tiveram grande crescimento, no ano passado, apresentaram redução em suas vendas. Entre elas estão as concessionárias de veículos (-4,97%) e móveis, decorações e utilidades domésticas (-2,34%). A pesquisa também mostra que as livrarias e papelarias, que retraíram 5,49% no ano passado, continuam apresentando dificuldades nas vendas e tiveram redução de 9,01% nos três primeiros meses de 2019.

Dados regionais

No comparativo entre as regiões do estado, o melhor resultado no trimestre foi verificado na região Oeste, com aumento de 6,08%. O bom desempenho foi movido pelas lojas de departamentos (37,81%), materiais de construção (24,48%) e o comércio de produtos óticos, cine-foto-som (20,53%).

A pesquisa também constatou aumento nas vendas em Maringá (4,25%), Curitiba e Região Metropolitana (3,45%) e Ponta Grossa (1,30%).

Em compensação na região Sudoeste e em Londrina houve redução nas vendas, de 16,95% e 1,87%, respectivamente.