Economia

Guarapuava chegou à 7º lugar na colocação de pessoas em 2018

A Agência do Trabalhador de Guarapuava tem uma função estratégica e importante na inserção de profissionais no mercado de trabalho. De janeiro a novembro de 2018 foram 14.778 pessoas admitidas, com 13.892 demitidas, num saldo positivo na contratação dos setores de comércios e serviços. Chegando a ocupar no mês de novembro a 7ª colocação entre as 216 no Paraná.  Os dados do Caged mostram uma atuação muito positiva da Agência de Guarapuava. A expectativa que continuemos numa crescendo neste início de 2019, destaca o chefe da Agência de Empregos de Guarapuava, Antonio Cezar Ferreira Prestes (Cezinha). De acordo com ele até outubro do ano passado o setor de serviços liderava nas contratações, nos meses de outubro, novembro e dezembro o comércio esteve bem aquecido. A construção civil sempre esteve na terceira colocação em contratações, nossa expectativa que neste ano aconteça um volume maior de contratações devidos o montante de obras na cidade, frisou. PESSOAS NECESSIDADES ESPECIAIS Uma das ações que rendeu bons resultados também em 2018 foi o programa de encaminhamento e inclusão de pessoas com alguma deficiência física no mercado de trabalho. Todos os dias damos prioridade a essas pessoas aqui na agência. Em setembro fazemos um trabalho direcionado num dia especial para pessoas portadoras de alguma deficiência física que rendeu bons resultados e muitas pessoas que foram empregadas. Nós fazemos visitas nas empresas sentido a necessidade e em quais setores, comentou Cezinha.  Ele lembra que essa intermediação de mão-de-obra acontece em parceria com associações de deficientes físicos e conselhos. Em 2019 o programa será reforçado para que mais pessoas possam estar atuando e garantindo renda. Se existe dificuldades para profissionais habilitados conseguirem empregos, imaginas para essas pessoas, por isso nossa preocupação em focar e dar uma atenção neste setor, reiterou. CAPACITAÇÃO Numa parceria entre governo do Estado e prefeitura são subsidiados vários cursos de profissionalização e a qualificação das pessoas. Cezinha destaca que nos próximos dias deverá agendar uma reunião com o prefeito, Cesar Silvestri Filho para apresentar uma agenda de cursos para diversas áreas de atividades econômicas. O prefeito Cesar Filho é sensível nesta questão de geração de empregos. Os cursos acontecem também em parceria com alguns órgãos do sistema ‘S’ e Associação Comercial, argumentou. INSERÇÃO DE MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA Em Guarapuava a secretaria de Políticas Públicas para Mulheres desenvolve algumas ações para inserir no mercado trabalho as mulheres que são vítimas de violência no lar. Cezinha falou da importância deste programa, que proporciona uma independência financeira para elas. A Priscila Schran tem um trabalho de destaque neste setor. Estivemos junto com ela para auxiliar no encaminhamento nas empresas. Agora em 2019 somente um hotel que será inaugurado deverá admitir cerca de 80 mulheres, onde certamente algumas delas que estão neste programa de capacitação terão uma oportunidade de emprego e renda, ressaltou. Foram ministrados cursos na área de hotelaria, beleza, construção civil e gastronomia.