Setor de serviços lidera criação de empregos no Paraná nos cinco primeiros meses

Setor apresentou elevação de 45,9% nos postos de trabalho no acumulado de janeiro a maio no estado; comércio acumula crescimento de 137,2% no período, segundo o Caged

Enquanto o cenário nacional registrou queda na geração de novos postos trabalho no mês de maio, com redução de -15,35%, no Paraná houve crescimento de 0,99% na comparação com o mesmo mês de 2023. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Novo Caged, divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), mostram que foram criados 8.082 novos empregos no estado no mês de maio, com 163.473 admissões e 155.391 desligamentos.

O setor de serviços foi o setor que mais gerou empregos com carteira assinada no Paraná, com 74.064 admissões e 68.617 demissões, com saldo positivo de 5.447 em maio de 2024, representando um crescimento de 16,69% na comparação com maio de 2023.

No segmento do comércio, foram realizadas 38.209 admissões e 38.441 desligamentos, resultando em um saldo negativo de 232 postos de trabalho. No entanto, conforme destaca o assessor econômico da Fecomércio PR, Lucas Dezordi, foram gerados 8.063 novos empregos no setor do comércio no acumulado de janeiro a maio, em comparação com 3.399 empregos gerados no mesmo período do ano anterior. Já no setor de serviços, o Paraná registrou a criação de 52.437 novos empregos formais de janeiro a maio, em comparação com os 35.923 registrados no mesmo período do ano anterior. “Portanto, o comércio paranaense acumula crescimento de 137,2% nos empregos com carteira assinada e o setor de serviços apresenta elevação de 45,9% no acumulado de janeiro a maio”, reitera.

Análise completa

Fonte: Fecomércio-PR