Educação  

MEC libera mais de R$ 400 milhões para escolas de ensino médio em tempo integral

FOTO. Divulgação

Em Guarapuava o Colégio Estadual Rui Barbosa no bairro Santana é único que atua neste modelo para alunos do 6º e 7º ano

Quatrocentas e cinquenta e uma escolas de ensino médio vão aderir, agora em 2018, à segunda fase do Programa de Fomento às Escolas em Tempo Integral. Ao todo serão disponibilizadas 135 mil matrículas. O governo anunciou a liberação de 406 milhões de reais para essas novas unidades. Segundo o ministro da educação, Mendonça Filho, parte do dinheiro já está na conta dos Estados. Em 2017 eram 516 unidades com este modelo. Para este ano, o número subirá para 967 escolas. No ano passado foram feitas 148 mil matrículas. Até 2020, Mendonça estima que sejam alcançadas 520 mil matrículas em mais de mil escolas em todo o país. O MEC repassa, anualmente, R$ 2 mil por aluno para os estados ofertarem até 500 mil vagas de Ensino Médio em Tempo Integral.

Menor índice de reprovação

Estudos do ministério indicam que escolas que adotaram este modelo mostraram, um índice de reprovação 40 por cento menor. E a evasão escolar também teve queda de 90 por cento. Para participar do programa, as secretarias de educação devem apresentar infraestrutura mínima definida pelo MEC, além de seguir alguns critérios como número mínimo de 60 matrículas em tempo integral por ano escolar e carga horária de nove horas diárias.