Economia  

Frentistas denunciam comércio de gasolina formulada Guarapuava

FOTO. Divulgação

Reportagem foi as ruas verificar preços e ouvir o que dizem os profissionais do ramo sobre o assunto

As notícias dos últimos dias nos grandes meios de comunicação sobre o comércio e venda de gasolina formulada nos postos de combustíveis sem o conhecimento do consumidor, tem deixado preocupado a maioria dos proprietários de veículos em Guarapuava. Até o momento nenhum estabelecimento fixou placa informando que possui ou vende este tipo de produto. A reportagem conversou com alguns frentistas que alertaram a presença deste tipo de combustível em postos da cidade. Os profissionais indicaram que a melhor forma do consumidor se prevenir deste tipo de produto é procurar estabelecimentos que possui bandeiras de grandes empresas do setor e evitar de ficar abastecendo seu veículo em postos de diferentes endereços.

A gasolina “Formulada”, refinada é o combustível que passou pelo processo de refinação. Nela contém diversas substâncias contidas no petróleo cru, que não são eliminadas antes da comercialização nas bombas dos postos de combustível. O produto final é vendido como “gasolina comum”. Com as sobras dos resíduos petroquímicos, são acrescentados, em laboratórios especializados, cerca de 200 outros componentes químicos, como solventes e hidrocarbonetos leves, que geram uma molécula bem próxima à da gasolina refinada, mas com odor diferente do típico (cheiro de gasolina). Após este processo, esse combustível abastece os postos, e é vendido ao consumidos também sob o nome de “gasolina comum”.

Para a Agência Nacional do Petróleo, a prática está em conformidade com as leis e a fiscalização do produto. Toda a gasolina produzida no Brasil e no mundo para fins comerciais é formulada, de acordo com o órgão. A explicação é simples: toda a produção da gasolina consiste na mistura dos compostos de carbono e hidrogênio, seja ela feita em refinarias ou em laboratórios autorizados que adquirem as sobras que vêm das próprias refinarias.

Qual a diferença

A gasolina formulada difere da comum, ou aditivada e se ela pode ser uma alternativa para economizar. Mas especialistas alertam que a rentabilidade do produto pode cair em até 40%. A gasolina formulada não é o mesmo que a gasolina aditivada. Ao contrário desta última, a versão formulada não possui substâncias que atuam na melhoria do desempenho dos veículos em que está sendo usada. A formulada pode, inclusive, oferecer rendimento inferior à chamada de refinada, entretanto, é diferente da gasolina batizada ou adulterada, mas todas são vendidas como “gasolina comum”. A maior parte da gasolina dos postos no país, são oriundos de refinarias. Com a oscilação do mercado do petróleo, algumas empresas do setor fazem a modificação do produto nos laboratórios que praticam as formulações, chegando aos postos num valor mais em conta, com possibilidade de lucratividade maior.

As consequências

Especialistas explicam que a gasolina formulada obtida em laboratório tende a ter rendimento inferior que a gasolina produzida nas refinarias. Isso acontece porque o produto “puro” é mais concentrado, e oferece melhor rendimento para o seu carro. Já a opção formulada, por ser mais volátil (ou seja, evapora facilmente), diminui a qualidade do combustível, o que acarreta em rendimento baixo na hora de contabilizar os quilômetros rodados por litro do produto. Além disso, a quantidade de elementos acrescentados na fórmula também facilita a adulteração do combustível, que, se não for devidamente fiscalizado, pode acabar indo parar no tanque dos veículos.

Gato por lebre

Órgãos de proteção ao consumidor como Procon alertam que não existe no País obrigatoriedade sobre esta informação. Mas, por se tratar de um direito do consumidor, as cidades e os municípios têm liberdade para impor determinações a esta prática. Podendo exigir que seja fixado em cartazes por todo o posto de gasolina ou na própria bomba, que tipo de produto está sendo oferecido. No Paraná uma Lei obriga os postos a identificar para o consumidor a venda de gasolina ‘formulada’. A multa para os estabelecimentos que descumprirem a lei equivale a R$ 3.011,12. Em caso de reincidência a punição será de R$ 3.764,00 (50 UPFs).

Gasolina comum, aditivada e formulada

A gasolina comum é a mais comum e também a mais conhecida. Sua característica principal consiste no fato desse combustível ser composto por 27% de etanol anidro, 55 ppm de enxofre e apresenta octanagem mínima de 87.

A gasolina aditivada por sua vez, apresenta aditivos que contribuem para melhorar o desempenho do motor do veículo. Já a premium possui octanagem elevada, um percentual de etanol anidro um pouco menos que a gasolina comum (25%) e geralmente é indicada para veículos de alta potência.

A gasolina reformulada é produzida a partir das sobras do combustível comum. Mesmo apresentando uma qualidade inferior em relação a gasolina comum, a sua venda é legal e tem autorização da Agência Nacional do Petróleo.

GRAFICO 2

Confira a variação de preços em Guarapuava

Posto 1-  R$ 3.89

Posto 2- R$ 4.09

Posto 3- R$ 4.19

Posto 4- R$ 4.28

Posto 5- R$ 4.39