Cidades  

Energisa Sul-Sudeste investirá mais de R$ 126,3 milhões em melhorias no ano de 2018

Foto: divulgação

Distribuidora iniciará a construção de cinco novas subestações e duas novas Linhas de Transmissão

A Energisa Sul-Sudeste investirá R$ 126,3 milhões em 2018 em melhorias no seu sistema elétrico, que atende 763 mil clientes nos municípios que fazem parte da sua área de concessão nos estados de Minas Gerais, Paraná e São Paulo. Dentre os principais investimentos previstos para serem iniciados em 2018, está a construção de cinco novas subestações – que beneficiarão os municípios de Extrema (MG), Presidente Prudente (SP), Guarapuava (PR), Vargem (SP), Nova Aliança (SP), Mendonça (SP), Adolfo (SP), Sales (SP), Irapuã (SP), Elisiário (SP), Marapoama (SP), Novo Horizonte (SP) -, e duas novas linhas de transmissão de energia, que atenderão os municípios de Osvaldo Cruz (SP), Inúbia Paulista (SP), Parapuã (SP), Sagres (SP), Salmourão (SP), Bastos (SP), Arco-Íris (SP), Iacri (SP), Tupã (SP), Extrema (MG), Toledo (MG), Munhoz (MG), Vargem (SP), Itapeva (MG), Camanducaia (MG). Estas obras beneficiarão diretamente 40% dos clientes da empresa e proporcionarão maior qualidade e disponibilidade de energia, contribuindo para a o desenvolvimento regional. Hoje, a Energisa Sul-Sudeste atende 82 municípios e emprega cerca de 1.200 pessoas.

“Temos como objetivo principal melhorar a qualidade do fornecimento de energia para os nossos clientes. As novas subestações e linhas de transmissão irão aumentar a disponibilidade e qualidade do fornecimento de energia para as localidades que serão atendidas por elas e proporcionarão maior rapidez no retorno em fornecimento em casos de interrupções. Nosso foco está totalmente concentrado nos clientes. Além dos novos empreendimentos que serão construídos, faremos modernizações importantes em boa parte das subestações atuais e nas redes aéreas de distribuição”, ressalta o diretor-presidente da empresa, Gabriel Alves Pereira Junior.

Ao longo de 2017, o consumo de energia elétrica na área de concessão da distribuidora foi de 4.093 GWh (gigawatt/hora) aumento de 3,5% em relação a 2016. A classe residencial, que representa 33,8% do mercado total da distribuidora, teve crescimento de 3,3% no consumo. Já a industrial, com participação de 28% no mercado total, registrou elevação de 4,2%, num sinal de recuperação da economia.

No decorrer dos últimos anos, a empresa vem registrando sucessivas melhoras nos indicadores de qualidade de fornecimento. O DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) foi de 6,62 horas do total de horas em 2017 – uma redução de 16% em relação ao ano anterior – e o FEC (Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) foi de 4,97 vezes, o que representa uma melhora de 24% na comparação com o resultado de 2016.

Esta melhora foi percebida pelos clientes, que recentemente elegeram a Energisa Sul-Sudeste como a melhor distribuidora da região do Sudeste do Brasil, entre as empresas com mais de 400 mil clientes, em pesquisa realizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Com foco total também na segurança de suas atividades, a empresa foi premiada com a entrega da Medalha Eloy Chaves, principal premiação do setor elétrico brasileiro no segmento de saúde e segurança do trabalho, nas categorias Ouro, Prata e Bronze, representada pelas regionais Sul (Guarapuava – PR) e Leste (Bragança Paulista e Catanduva – SP), respectivamente.

Ao longo de 2017, a empresa também atuou intensamente no combate às perdas de energia. No ano passado, a equipe responsável pela fiscalização das ligações nas unidades consumidoras identificou 1.318 irregularidades, que foram corrigidas. Dessas, 1.289 já foram calculadas, o que representou 4.602 MWh de energia recuperada – o equivalente a um valor de R$ 1.891.239,36. Dentre estas 1.318 irregularidades, 878 são consideradas fraudes e/ou furtos, conhecidos como ‘gatos’. Por isso, a Energisa Sul-Sudeste busca desenvolver cada vez mais tecnologias que sejam capazes de identificar e inibir as perdas – no último ano, foram investidos R$ 4.207.294,00, em prevenção, e em 2018, estão previstos R$ 2.191.831,29.

Responsabilidade social

A Energisa patrocina e apoia inúmeras iniciativas que valorizam o desenvolvimento socioeconômico, ambiental e cultural da região onde atua. Estes projetos buscam impulsionar o desenvolvimento econômico, regional e social das comunidades, contribuindo para o estímulo e acessibilidade ao lazer, ao esporte e à cultura. Em 2017, a Energisa Sul-Sudeste realizou os seguintes projetos:

Nossa Energia: Por meio de um caminhão que percorre as cidades da área de concessão da Energisa Sul-Sudeste, a empresa leva para a população conhecimentos sobre eficiência energética e realiza o cadastramento dos clientes no benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica para que tenham descontos na conta de luz.

Festival de Pipas Raul Albieri: Durante o evento, a Energisa Sul-Sudeste promove a conscientização de adultos e crianças sobre os riscos e perigos de ‘soltar’ pipa próximo das redes de energia. O evento alcançou mais de 5 mil pessoas que passaram pelo festival tradicional em Presidente Prudente e considerado o maior do gênero no país.

Entrando em Cena-Primeiro Ato e Segundo-Ato: O projeto anual desenvolvido pelo Instituto Entrando em Cena, em Bragança Paulista, é apoiado pela Energisa Sul-Sudeste por meio do Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo (ProAc/SP). Ele beneficia 150 pessoas diretamente e três mil de forma indireta, com atividades de arte-educação nas linguagens de Teatro, Circo, Danças Brasileiras e Dança Aérea, oficinas técnicas complementares, oficinas socioculturais, a montagem de um grande espetáculo com os jovens participantes, e ainda prevê um Festival de Artes Cênicas com uma série de espetáculos gratuitos abertos para toda a comunidade.

Festival Arte Serrinha: O evento também ocorre em Bragança Paulista e conta com o patrocínio da distribuidora. O festival acontece há 15 anos no mês de julho, e é uma espécie de laboratório a céu aberto de produção, pesquisa e experiências artísticas, em que o fazer e o aprendizado encontram-se intimamente relacionados. Entre suas principais razões estão o cuidado e a preocupação com a região da Serrinha. Cada edição anual conta com uma participação de cerca de 5 mil pessoas.

Festival Viva São Gonçalo de Viola Caipira: O evento musical patrocinado com exclusividade pela Energisa Sul-Sudeste valoriza um gênero musical genuinamente brasileiro e com forte presença na história do Estado de São Paulo. Em 2017, o 2º Festival Viva São Gonçalo de Viola Caipira, aconteceu de 03 a 06 de agosto de 2017, no Parque do Povo, em Presidente Prudente, fazendo parte do calendário oficial de eventos alusivos ao centenário da cidade. A segunda edição do Festival Viva São Gonçalo de Viola Caipira reuniu 50 violeiros e violeiras, que se apresentaram para um público total estimado em 20 mil pessoas, ao longo de quatro dias de apresentações.

Sobre o Grupo Energisa

Com 113 anos de história, o Grupo Energisa é um dos maiores do Brasil em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla nove distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo e Paraná. Hoje, são aproximadamente 6,5 milhões de clientes – o que representa uma população atendida de cerca de 16 milhões de pessoas – em 788 municípios em todas as regiões do Brasil. Com receita líquida anual de cerca de R$ 11 bilhões, o grupo gera aproximadamente 15 mil empregos.

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um diversificado portfólio que engloba distribuição, geração, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de TI e Call Center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora) e, mais recentemente, transmissão.

*A premiação foi entregue em 2018.