Cidadania  

Campanha dos 16 Dias de Ativismo destaca os direitos LGBTTI

Foto:  Assessoria

A formação sobre os direitos da população LGBTTI marcou o encerramento dos 16 dias de ativismo

Para encerrar a programação dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência de Gênero, na última sexta-feira (08), a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres realizou uma formação sobre direitos e atendimento à população LGBTTI (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e pessoas intersex).

A representante do Coletivo Bajubá, Carina Silva, falou sobre o cenário de violência. “Só este ano, no país, já foram registradas 400 mortes causadas pela violência contra pessoas LGBTTI. Para que esse número diminua, precisamos comunicar a sociedade sobre os direitos dessas pessoas que são marginalizadas e diminuir o preconceito”, alertou.

A equipe da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher participou da formação, para que também atenda o público LGBTTI em Guarapuava. A secretária da Mulher, Priscila Schran, enfatizou que é necessário estruturar um atendimento humanizado. “É nosso papel estar preparado para receber essas pessoas e conversar com alguém que faz parte do movimento LGBTTI é fundamental para compreender conceitos como, por exemplo, identidade de gênero e os direitos desse público. Com isso, vamos conseguir acolher aqueles que precisam de algum tipo de ajuda”, destacou a secretária.