Usar o celular, enquanto caminha, também é perigoso para o pedestre

Mal hábito aumenta a chance de acidentes de trânsito por desatenção

De acordo com o Detran, dirigir falando ao celular é uma das multas mais aplicadas em todo país e está entre as dez mais no ranking nacional. Entretanto, recentes acidentes mostram que não é só o motorista que está em risco devido a distração causada pelo celular, os pedestres também.

Além de falar ao telefone, muitos se distraem enviando mensagens, acessando a internet ou até mesmo ouvindo música com fones de ouvido. Segundo os especialistas em trânsito, estas atitudes, muitas vezes, podem ser fatais. Eles alertam que, para atravessar uma rua, o pedestre deve ter todos os seus sentidos funcionando perfeitamente. Audição e a visão são extremamente importantes, nessa hora, e se não usados corretamente, a pessoa pode se envolver em um grave acidente.

Foi o que quase aconteceu com Ana Paula Figueiredo. A comerciária conta que, “por pouco”, não foi atingida por um carro, enquanto teclava ao celular. “Foi por muito pouco, mesmo. Tava teclando, quando vi o carro tava freando em cima de mim. Só por Deus que nada me aconteceu. Fiquei muito assustada, na hora, que quase perdi o celular”, lembra. Porém, o susto não fez com que mudasse seus hábitos. “Ah, eu não desgrudo do meu aparelhinho. Continuo usando. Acidentes acontecem toda hora, não é deixando de usar que vou estar livre [de um acidente]”, diz Figueiredo.

Oito dicas para fazer o “detox do celular”

Segundo a psicóloga, especialista em trânsito, Mariane Colassanti, o resultado da mania por celulares é a sensação permanente de que falta tempo para dar conta de tudo, além da falta de atenção com acontecimentos do dia a dia, como atravessar a rua. “Você não precisa abrir mão da tecnologia, mas aprender a usá-la a seu serviço – e não ficar à disposição dela dia e noite”, diz a psicóloga. Se você quer entrar numa “operação detox do celular”, siga as dicas da especialista:

Desabilite as notificações

Colassanti recomenda que sejam guardados horários durante o dia para ver se alguém mandou mensagem na rede social ou te desafiou em algum jogo, o que pode até incentivar a boa convivência se respeitados alguns limites.

Compre um despertador

Você é daqueles que coloca o celular embaixo do travesseiro? O mundo não vai cair se você deixá-lo desligado durante a noite. “Quando há uma alternância entre sons altos e baixos, o organismo fica em estado de alerta e não conseguimos dormir direito”, afirma Mariane Colassanti. Por isso, vale investir em um despertador tradicional e deixar de lado o alarme do celular.

Ajuda profissional

Se isso já está te incomodando, busque a ajuda de uma terapia para se livrar do problema. No entanto, a psicóloga faz uma ressalva: "Procure um profissional que esteja familiarizado com esse tipo de problema, evitando conselhos do tipo: você deve abolir a internet do celular.?

Guarde na memória seu momentos 

"É comum vermos, cada vez mais, gente tirando fotos, fazendo filmagens e postando nas redes sociais. Isso faz parte do mundo atual, mas é importante não esquecer que as lembranças mais valiosas ficam na memória", afirma Mariane Colassanti. Outro ponto importante é lembrar que a interação entre as pessoas pode ser perdida em função da exposição, que nem sempre é positiva. "É preciso muita atenção com o que colocamos nas redes sociais, esse conteúdo chega ao alcance de gente que nem conhecemos muito bem", lembra a especialista.

Desligue o celular

Às vezes, o celular pode fazer a função de um controle remoto, e você é quem sofre o controle. O conselho é para usar mais o celular como um telefone de fato do que como uma caixa de e-mails ou uma forma de acesso à internet. Se for para relaxar, numa viagem ou num final de semana, não tenha receio de desligar o celular. A maior parte dos seus problemas pode esperar até segunda-feira.

Seja racional

Pergunte, a si mesma, o que eu estou esperando? Eu preciso olhar isso agora? Se a resposta for negativa, deixe o celular de lado e aproveite a companhia de quem está ao seu lado. “Mas se ela for afirmativa, explique a quem está ao seu redor a importância desse contato”, orienta a psicóloga.

Ajuda profissional

Se isso já está te incomodando, busque a ajuda de um especialista para se livrar do problema. No entanto, a psicóloga faz uma ressalva: "Procure um profissional que esteja familiarizado com esse tipo de problema, evitando conselhos do tipo: você deve abolir a internet do celular.

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA