Torcedor não esquece: TIM e FERRUGEM

Como é bom se lembrar das tardes de domingo, onde era obrigatório após o almoço em família e daquele cochilo rápido, acordar com a cara amassada, se reunir com a turma e deslocar-se ao Valdomiro Gelinski para assistir ao jogo do Batel. Como é bom recordar as presenças no elenco do Batel de duas peças importantes da sua história, os lépidos ponteiros Tim e Ferrugem. Os dois não tiveram a oportunidade de atuarem juntos no elenco batelino, mas suas presenças em momentos alternados, deixaram suas marcas positivas na memória do torcedor.

Primeiro chegou Tim, que eu já conhecia dos tempos de São Paulo, quando ele atuou pelo XV de Piracicaba, atacante veloz que às vezes corria mais que a bola, contratado por indicação do técnico Agenor Picinin, em 1992 veio com a incumbência de ajudar o Batel a voltar à primeira divisão e com suas arrancadas e belas jogadas que faziam os torcedores ficarem de pé, e muitos gols, ajudaram com certeza à volta do rubro-negro à elite do futebol paranaense. Lembro-me da angustia de seus marcadores se referindo a Tim.

Nem com um laço dá pra marcar esse neguinho. Já Adêlcio Oliveira chegou para vestir as cores rubro-negra de Guarapuava em 1994. Foi peça importante no esquema do técnico daquele momento, Paquito, que já o conhecia de Beltrão… Ops, ops…(?) Esqueci-me de relatar! Adêlcio é o famoso Ferrugem, baixinho chato que se deslocava por todo o ataque abrindo assim espaço para seus companheiros e também tinha ótimo aproveitamento nas conclusões. Ele fez grandes jogadas e gols importantes na melhor fase da A.A. Batel nos campeonatos de 94/95. Lembro também de 1999, contra o Coxa, no Valdomiro Gelinski; ganhamos de 1 x 0, gol do pequeno grande atacante Ferrugem.

Esta época eu não jogava mais, estava na função de técnico. As tardes de domingo não são as mesmas de outrora, mas continuo lúcido e por isso quando escrevo das qualidades de algum atleta é porque tenho certeza, pois os conheci e atuei com eles. As lembranças do coro da torcida gritando: TIM!  FERRUGEM!
São momentos inesquecíveis, ninguém discutia a importância deles no time, pois suas presenças eram garantia de gols e estádios lotados. Este ano o BATEL está voltando e nossas tardes de domingo serão novamente preenchidas, quem sabe com novos heróis.

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA