Retrospectiva do esporte guarapuavano

Retrospectiva

Em todo o fim de ano é normal que façamos um apanhado geral da temporada que se findou, para avaliar erros e acertos, ou mesmo para reviver episódios que já estavam passando despercebidos. Se bem que para a torcida guarapuavana, 2014 não será esquecido tão cedo.

No futsal tivemos o bicampeonato paranaense, com uma vitória inesquecível sobre o Cascavel (7×2) e a melhor campanha da cidade na Liga Nacional de Futsal, chegando até as quartas-de-final. A temporada foi tão positiva para o CAD que, daqui para frente, a imprensa nacional deverá ter um olhar diferenciado para a equipe da cidade.


CAD Guarapuava. Foto: A.F.Junior/Jornal Extra

No futebol, o ano também foi positivo para a cidade de Guarapuava. O Batel, que estava afastado do profissionalismo há alguns anos, chegou em terceiro lugar no Campeonato Paranaense da Terceira Divisão (empatado em pontos com o campeão, Andraus, e o vice, Pato Branco) e acabou herdando uma das vagas para a segunda divisão (a Portuguesa Londrinense, que ficou em 4º lugar, também herdou uma vaga). A 'Segundona' de 2015 iniciará no dia 8 de março e vai até o mês de junho.


Associação Atlética Batel. Foto: Marcio Nei/Clique Esporte

No futebol nacional, 2014 também foi um bom bom ano para outro guarapuavano: o centroavante Cléo, que há muito atuava no exterior, retornou ao Atlético Paranaense e fez um ótimo Campeonato Brasileiro, marcado nove gols e se destacando entre os artilheiros do certame, mesmo atuando como titular da equipe da capital apenas no segundo semestre.


Cleversom Cordova. Foto: Arquivo Pessoal

Já que falamos em Brasileirão, não há como não enaltecer o futebol mineiro: Cruzeiro e Atlético Mineiro, campeões do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, deram o tom para as outras equipes, que terão que correr muito em 2015 para chegar ao nível destas dois times. Os mineiros só ficaram devendo mesmo na Libertadores: Cruzeiro, Atlético e os demais representantes do Brasil não conseguiram chegar, sequer, às semifinais, coisa que não acontecia deste 1991. Bom para o 'time do Papa', o São Lorenzo, da Argentina, que ficou com a taça e acabou derrotado na final do Mundial Interclubes pelo Real Madrid (campeão da Champions League, sobre a empolgante equipe do Atlético de Madrid).

O ano de 2014 também foi marcado pela maior competição do futebol mundial, a Copa do Mundo. Apesar de ter sido um grande evento realizado em nosso país (mesmo com muita gente torcendo contra), a competição deixa uma lembrança dolorida para nós, brasileiros: a derrota de 7×1 para a Alemanha entrou para a história como um dos maiores desastres de nossa seleção, apenas comparável à derrota para o Uruguai, na final da Copa de 1950, também disputada no Brasil. Méritos para os alemães que demonstraram que, além do talento, também é necessário muito planejamento e organização.

Que esta lição, deixada pela competente seleção alemã, permeie 2015 e os anos que ainda estão por vir. Pois, não só no futebol, mas em todos os aspectos da vida, planejamento, organização e talento são itens fundamentais para que alacancemos nossos objetivos.

Por: Colunista Márcio Nei

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA