Professores se manifestam em frente ao NRE

Mais de 500 pessoas participaram da marcha

Na manhã de hoje (30), mais de 500 pessoas fizeram uma marcha 'em luto pela educação', partindo da prefeitura de Guarapuava, até o Núcleo Regional de Educação (NRE). No local, professores mostraram o resultado da concentração em Curitiba, onde houve conflito com a polícia e mais de 200 pessoas saíram ferias. Confira relatos e detalhes do movimento na próxima edição do Extra, com conteúdo exclusivo.

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Professores da Unicentro se reúnem para deliberar sobre a greve

Na pauta, questões como renovação do Comando de Greve Docente, avaliação da pauta de reivindicações e questões organizativas das tarefas de greve. De acordo com o secretário do Sindicato dos Docentes da Unicentro – ADUNICENTRO,  prof. Dr. Denny William da Silva, a greve deve continuar por tempo indeterminado.

"Não tem previsão de retorno das atividades para nossa universidade. Tanto porque existem essas questões de natureza trabalhistas e o ataque a questão da nossa autonomia, bem como não temos recursos financeiros para operar a universidade", afirmou o dirigente.

Para o professor é fundamental que a sociedade se envolva nessa discussão de forma geral. Segundo Silva, a Unicentro trabalha com uma comunidade que tem mais de 12 mil pessoas. "São 11 mil estudantes, 800 professores além dos funcionários. Isso tem um impacto muito grande sobre a economia da nossa região.

(Fotos: AF Junior/Jornal Extra) Para o professor a adesão da comunidade é muito importante para o fortalecimento da causa

Então, é importante que a comunidade seja esclarecida sobre a importância de defender a universidade, que, na verdade, é um patrimônio do povo de Guarapuava e de Irati, que tanto lutaram pra construir isso", disse.

Silva, ainda, falou sobre os principais assuntos tratados na assembleia. "Hoje, tivemos um debate público sobre o papel da Universidade e sobre os ataques que o governo estadual tem feito à nossa categoria". Ainda de acordo com Silva, os próximos passos, da categoria, serão em direção a capital do estado.

"Semana que vem temos um ato em Curitiba. As categoria que estão em greve se reúnem num grande ato. Estaremos fretando ônibus para os professores, estudantes e funcionários. Além disso, estaremos ampliando as discussões, fazendo uma análise de todo esse processo e promovendo as negociações com o governo do Estado.

Alguns estudantes resolveram aderir a grave participando ativamente do movimento grevista

About the author /


Extra


Fatal error: Cannot redeclare kopa_comment() (previously declared in /home/storage/6/2d/73/extraguarapuava/public_html/wp-content/themes/resolution/comments.php:50) in /home/storage/6/2d/73/extraguarapuava/public_html/wp-content/themes/resolution/comments.php on line 108