Para nossa sobrevivência, vamos descartar e substituir.

Diante do caos político e da sensação de que para melhorar, ainda vai piorar mais, cresce o número de cidadãos que decidiram aplicar a estratégia do ‘faça você mesmo’ e ‘assuma a responsabilidade diante do mundo’. Do contrário, ficaremos andando em círculos ou caminhando sem lenço e sem documento, tal qual o personagem O contador de Histórias (Forrest Gump) de Tom Hanks.
Muitos decidiram, cada um a seu modo, não nos tornarmos indivíduos à revelia. Quando o assunto é política e poder, a decisão tomada por milhões de brasileiros é que devemos mudar radicalmente o campo de referências. Estamos avançando neste empreendimento.
Todavia, me parece que não será as redes sociais que nos tirará desta fase suicida, até porque elas funcionam como uma nova política que inclui, mas que também exclui e, muitas vezes, de forma autoritária. É preciso ir além e todos os dias perguntar a si mesmo: o que fazer? Devo observar nosso País, nosso Estado e nossa cidade morrerem lentamente ou criar novas alternativas que irão durar mais tempo, com novas referências?
Todos os que hoje ocupam cargos públicos correm o risco de serem atropelados. Alguns, acostumados à cultura da improbidade e do parasitismo da sociedade, acabam cortando o próprio galho que estão empoleirados. Muitos estão caindo e muitos ainda vão cair. Poucos sobreviverão e ao sobreviverem serão fundamentais para o início de um projeto de renovação onde temos boas chances de recriar uma digna classe política.
É bem verdade que se a situação chegou aonde chegou é porque temos uma grande responsabilidade. Parto do pressuposto de que grande parte da ruína foi produzida por nossas próprias mãos. Foi Bauman quem escreveu que: “Nós fizemos fila e disputamos o ingresso nos esquadrões de demolição. Somos todos cúmplices nesse feito, mesmo aqueles poucos de nós que sentiam vontade de protestar e nunca reuniram coragem e determinação suficientes para evitar o pior”.
Em busca das causas mais profundas, do jeito que está, ou seja, com o domínio de petistas e integrantes do PMDB e mais alguns na defensiva e participação dos tucanos e mais alguns na ofensiva, só aumenta a sensação de que tudo isto faz parte de nosso ‘grande erro’ e que a cada dia estes representantes exibem ‘uma grande mentira’.
O momento exige velocidade, sob pena de nossa vitória ser pior que a vitória de Pirro, ou seja, de prejuízos irreparáveis. Assim, precisamos com urgência exercer o impulso de ‘descartar’ e ‘substituir’ homens públicos que degradam nosso maior patrimônio: a integridade de cada um e a casa de todos.
Estamos fazendo, mas ainda é pouco. Precisamos de um ‘esforçar-se ainda mais’. Sei que, diante da realidade nua e crua e do atual estágio de enfermidade de nosso País, só é possível fazer o possível. Mesmo assim, para nos livrarmos da tirania do momento, pensando em adquirir e acumular novos momentos na política, urge considerar a máxima de Martin Luther King: “nada no mundo é mais perigoso que a ignorância sincera e a estupidez conscienciosa”.

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Para matar a saudade

7 de dezembro de 2014. Esta foi a data do último jogo do Poker/Óleo Leve/Guarapuava Futsal no Ginásio Municipal Prefeito Joaquim Prestes, o 'Joaquinzão'. Com lotação total, a equipe guarapuavana enfrentou seu maior rival, o Cascavel Futsal, na grande final da Chave Ouro do Campeonato Paranaense. E nem o mais otimista dos torcedores podia prever uma fantástica goleada de 7×2, que entrou na história do futsal paranaense, garantindo o segundo título estadual para a cidade de Guarapuava.

Naturalmente, um triunfo desta proporção causou muita expectativa sobre o retorno da equipe em quadras guarapuavanas. O clube não conseguiu marcar amistosos em casa, mas depois de 95 dias longe da torcida, o reencontro já tem data e hora para acontecer: será nesta quinta-feira, dia 12, às 20h45. O adversário será o Caramuru Futsal, de Castro, atual campeão da Chave Prata.

O jogo encerra a primeira rodada do Torneio dos Campeões da FPFS, que também terá, em sua rodada inicial, o clássico entre Cascavel Futsal e Copagril, de Marechal Cândido Rondon. Uma rodada digna do melhor futsal que o estado tem a oferecer. Na sexta e no sábado a competição continua com todos jogando contra todos. aquele que somar o maior número de pontos será o campeão.

Vale lembrar que, no final da semana passada, o Umuarama Futsal optou por desistir do torneio. A diretoria umuaramense não se manifestou oficialmente sobre os motivos, mas, nos bastidores, fala-se que o time do vice-presidente da FPFS tentava 'melar' o torneio, incentivando que Cascavel e Copagril também desistissem, pois não receberiam alimentação (a exemplo do que já tinha acontecido na primeira edição do torneio, no ano passado, em Umuarama). No entanto, com muita habilidade, a diretoria do CAD conseguiu contornar a situação, mantendo Cascavel e Copagril no torneio.

Independente da participação ou não do Umuarama Futsal, a competição segue forte, com a presença dos últimos três campeões da Chave Ouro e com o atual campeão da Chave Prata. Seria um bom momento para os umuaramenses checarem se seu time (repleto de caras novas) está à altura dos demais. Agora, só se poderá saber quando iniciar a Chave e Ouro e a Liga Futsal. Ou seja: quando já poderá ser tarde demais.

Mas voltando ao Guarapuava Futsal, é hora de ver de perto a nova equipe, que vem treinando forte sob orientação do técnico Banana. É difícil prever algo, pois há poucos parâmetros, mas a expectativa de um bom desempenho é muito grande. Mais importante que os resultados, será importante ver o comportamento da equipe diante dos outros grandes do estado, já que no fim deste mês, o desafio será contra os grandes do país, na Taça Brasil de Clubes, em Jaraguá do Sul-SC. Este sim, o grande objetivo do clube guarapuavano neste primeiro semestre.

About the author /


Extra


Fatal error: Cannot redeclare kopa_comment() (previously declared in /home/storage/6/2d/73/extraguarapuava/public_html/wp-content/themes/resolution/comments.php:50) in /home/storage/6/2d/73/extraguarapuava/public_html/wp-content/themes/resolution/comments.php on line 108