Pagamento do abono Pis/Pasep (R$ R$ 724) foi antecipado em um mês.

Previsão é de que serão gastos R$19,9 bilhões com pagamento a mais de 25 milhões de trabalhadores

Com a mudança, o benefício, que antes era pago em agosto, começa a ser liberado a partir do dia 15 de  julho. A medida foi tomada para evitar a concentração de pagamentos no primeiro mês do calendário. Com antecipação das datas este ano, calendário está divido em quatro lotes.

Este ano, o valor é R$ 3 bilhões maior que o do orçamento anterior. A previsão é que sejam gastos R$19,9 bilhões com pagamento a mais de 25 milhões de trabalhadores. Outra novidade é para quem tem o abono depositado em conta corrente. Eles receberão de acordo com o mês de aniversário.

Tem direito ao abono os trabalhadores, cadastrados há pelo menos cinco anos, que receberam até dois salários mínimos (R$ 1.448) nos meses trabalhados ano passado. Osvada Córdova, desempregada, usará o abono, pouco mais de R$700, para quitar dívidas. 'Esse dinheiro vai vim em boa hora. Sem trabalhar, não tenho como ajudar o marido [com as despesas] em casa', diz.

Pelo calendário, antecipado este ano, quem faz aniversário em julho, agosto e setembro, começa a receber o primeiro lote nos dias 15, 22 e 31 de julho, respectivamente. Para nascidos em outubro, novembro e dezembro, o pagamento será feito em 14, 21 e 28 de agosto.

Os nascidos em janeiro, fevereiro e março receberão nos dias 16, 23 e 30 de setembro. Para aniversariantes de abril, maio e junho o dinheiro sai 14, 21 e 31 de outubro.

Para os correntistas da Caixa, o benefício será depositado no 15 de julho (nascidos entre os meses 7, 8 e 9), 14 de agosto (meses 10, 11 e 12), 16 de setembro (meses 1, 2 e 3) e 14 de outubro (meses 4, 5 e 6).

O Pasep, que é pago a servidores públicos, pode ser sacado no Banco do Brasil a partir de 15 de julho por beneficiários com final de inscrição no programa 0 e 1; 14 de agosto (finais 2 e 3); 16 de setembro (finais 4 e 5) e 14 de outubro (finais 6, 7, 8 e 9). Os clientes do banco terão o valor depositado automaticamente.

Para sacar, o trabalhador deve apresentar identidade, carteira de trabalho ou o cartão do PIS. Quem não retirar o dinheiro até 30 de junho de 2015 perde o benefício

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA