Consumidores reclamam de operadora por cobranças indevidas

Extra acompanhou um desses consumidores, a estudante de jornalismo Jéssica Rocha, para mostrar o 'calvário' pelo qual passa uma pessoa que tenta reivindicar seus direitos.

Há mais de três meses, ela tenta mudar os valores de suas faturas, que vieram com cobranças indevidas. A estudante conta que em janeiro bloqueou as ligações de seu fixo para móvel. No entanto, nos meses de março, abril e maio vieram cobranças feitas para telefone móvel. 'Se eu bloqueei em janeiro, não tem como eu ter ligado, nesses meses, para celular', diz Rocha.

De acordo com a estudante, ela entrou em contato com a Net, sua operadora, há, pelo menos, três meses, e nada foi resolvido até então. Ainda segundo a estudante, só recebeu, até momento, respostas evasivas e falta de atenção, por parte da empresa. Isso sem contar a falta de preparo dos atendentes, o que deixou a consumidora, ainda, mais revoltada.

Nossa reportagem acompanhou, in loco, as novas tentativas de nossa futura colega de trabalho, para tentar resolver seu problema. Depois de várias chamadas em vão, onde só ouviu gravações, conseguiu falar com uma atendente. Boas noticias? Que nada. 'Pelo que a moça me falou, vai vir uma cobrança, agora em junho, de R$320,00, sendo que, [desse valor] R$119,00 são de cobrança indevida', reclama a estudante.

Ao que parece, pela falta de vontade da operadora, e para desespero da consumidora, essa briga vai longe. Segundo Jéssica Rocha, uma nova promessa foi feita pela empresa. 'Eles disseram que vão diminuir o valor desse mês, pra mim. Eu espero que isso seja resolvido, caso não aconteça, vou direto ao Procom, e vou trocar de operadora', declarou.

Enquanto aguarda, a estudante faz um desabafo: 'A gente se estressa com essas coisas, e fica muito triste por saber que essas grandes empresas fazem isso com a gente. Eu tenho certeza que não é só comigo que acontece isso. Acontece com várias pessossas.

Infelizmente a maioria não olha a fatura,[o que está sendo cobrado] direito quando  vão pagar. Eu aconselho que todas as pessoas olhem a fatura e, se tiver algum erro, que reclamem, porque ninguém é obrigado a pagar por uma coisa que não usou', alerta.

Saiba como reclamar de sua operadora.

A Anatel orienta os consumidores que façam suas reclamações contra as operadoras de serviços quando considerar que elas não estão cumprindo suas obrigações.

Caso precise registrar uma reclamação, tenha em mãos o número de protocolo da operadora. Você pode entrar em contato com a Anatel por meio da Central de Atendimento Telefônico, no número 1331 (ou 1332, para deficientes auditivos); ou no www.anatel.gov.br

Importante: a Anatel lhe fornecerá um número da solicitação. Anote e tenha essa informação sempre em mãos. Ela será útil sempre que você entrar em contato com a Agência.

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA