Carta ao Papai Noel

Antes de mais nada, muito obrigado, Sr Noel, pelo belo presente que recebi no Natal passado. Depois de um ano muito difícil para o CAD, só o que eu queria era um time que não lutasse contra o rebaixamento na Chave Ouro e fizesse um bom papel na Liga Futsal. Mas aquela equipe, cheia de caras novas, deu conta do recado e foi além, buscando o bi do Paranaense e chegando entre os oito melhores da Liga.

Como se não bastasse, a cereja do bolo foi o último jogo do ano, com uma goleada avassaladora de 7×2 sobre o maior rival no Joaquinzão lotado. Uma partida inesquecível. Uma temporada inesquecível… Que ano.

As alegrias de 2014 foram para além das quadras. O nosso querido Batel, que nos deu tantas alegrias noa anos 90, voltou mesmo depois de muitas brigas judiciais para continuar filiado na Federação Paranaense. Tenho que confessar que, no começo da 'terceirona', nem dei muita atenção.

O Batel tinha com uma equipe modesta, formada por atletas da cidade e, realmente não acreditei que o time daria 'samba'. Mas, aos poucos, o time foi vencedo jogos, ganhando corpo e logo estava lutando pelo acesso. Na última rodada, que pecado, o Rubro-Negro terminou em terceiro lugar, no saldo de gols.

Mas com a desistência do Arapongas, na Série A, o Foz do Iguaçu, subiu da Série B, deixando uma vaga aberta para o acesso do Batel. Em 2015 estarei torcendo pelo acesso na primeira divisão para, quem sabe, recuperar aqueles anos gloriosos, quando o Rubro-Negro da Baixada jogava de igual para igual com os grandes da capital.

Em 2014 foi de muitas vitórias e conquistas em várias modalidades. Nossa cidade lutou muito e foi muito bem representada no rugby, nas artes marciais, no atletismo, no futsal feminino, no vôlei, no ciclismo e até no basquete em cadeira de rodas. São tantos destaques, em tantas modalidades, que se fosse escrever todos faltaria espaço nesta carta, Sr Noel. Assim, meu maior desejo, nos próximos anos, é que o esporte guarapuavano siga este ritmo de crescimento.

Que os empresários percebam que apostar no esporte é um ótimo negócio e percebam que investir na base é ainda mais louvável, pois, além de ser uma boa forma de divulgação, ajuda na formação de cidadãos mais preparados, mais conscientes e mais saudáveis. Aliás temos muitos talentos que, se forem lapidados corretamente, podem se tornar grandes nomes do esporte paranaense e nacional. Se o apoio existir, teremos muitas boas notícias no futuro. Disso tenho certeza.

Assim, querido Papai Noel, só posso pedir ao senhor, que continue dando aos esportistas de Guarapuava muita garra, força, determinação e coragem para encarar o ano de 2015. Com estes ingredientes, certamente teremos grandes conquistas nos anos vindouros.

Um forte abraço e feliz Natal!

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA