Campanha Outubro Rosa terá semana para exames preventivos em Guarapuava

Na próxima terça-feira (07), a Prefeitura de Guarapuava lança a campanha Outubro Rosa que, em 2014, tem como tema “Viver faz bem”. A solenidade será às 10h, na praça 9 de Dezembro, onde equipes da Secretaria de Saúde e do Centro de Saúde da Mulher vão orientar sobre o autoexame das mamas. Também haverá distribuição de material educativo. O diferencial deste ano é que a campanha não terá apenas um Dia D, e sim uma semana destinada à realização de exames nas unidades básicas de saúde, entre os dias 13 e 17 de outubro.

O Outubro Rosa é lembrado em todo o mundo. O nome faz referência a cor do laço que simboliza a luta contra o câncer de mama. De acordo com uma das coordenadoras da campanha em Guarapuava, Kelli Tramontina Edling, a ação chama a atenção para a saúde da mulher em geral, alertando sobre a importância dos exames preventivos. “Temos uma cota para a realização de mamografias e exames preventivos do câncer de colo do útero que, às vezes, chegam a sobrar. O mês de outubro é importante para relembrarmos que o diagnóstico precoce salva vidas”, explica.

Na terça e quarta-feira (07 e 08), no auditório da Faculdade Guairacá, com início às 13h, acontece o encontro “Cuidando da saúde de quem cuida da educação”, com palestras para as equipes da Secretaria de Educação e Cultura. No dia 11, haverá orientações, distribuição de material informativo e entrega dos laçinhos da campanha na rua Saldanha Marinho, das 8 às 16h. Entre os dias 13 e 17, as unidades básicas de saúde vão atender a população até 19h para a realização de exames.

Completando a programação, a campanha conta ainda com a palestra “O chaveiro da vida”, nos dias 21 e 22, no Sindicato Rural, a partir das 14h; e a mesa redonda “De mulher para mulher, o câncer em pauta”, no auditório da Campo Real, também 14h. No dia 25, as atividades se enceram com a Caminhada Rosa, às 10h, com saída da Praça Cleve e chegada no Parque do Lago.

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Campanha presidencial deve ser pautada pela economia e “fantasmas”

A campanha eleitoral começa oficialmente neste domingo, quando os candidatos poderão sair às ruas para pedir votos. Muito tempo antes disso, porém, os principais concorrentes na disputa pela Presidência vinham discutindo temas que devem dominar a eleição. Por enquanto, o tom da oposição é de críticas à gestão da presidente Dilma Rousseff (PT) principalmente na área econômica, devido ao baixo crescimento e à inflação persistente. Dilma tem usado os bons índices de emprego como defesa, além de ressaltar os bons resultados na política social. Por outro lado, acusa os adversários de representarem o retrocesso do país. A pedido da reportagem, especialistas da área política elencaram alguns temas que devem ser explorados na disputa pelo Palácio do Planalto e outros assuntos que tendem a ficar de fora dos debates, mas que deveriam ser discutidos. 

Inflação e economia

Um dos temas já explorados pela oposição na pré-campanha pode ser considerado o calcanhar de Aquiles da administração de Dilma Rousseff (PT): a economia. Criticada pelo modelo de gestão na área, a petista diz que a inflação está “sob controle”, mas já reconheceu que “não está tudo bem”. 

Políticas sociais

Enquanto a oposição deve centrar críticas nos pontos em que a administração petista vai mal, Dilma Rousseff tentará mostrar os avanços alcançados na sua gestão, sobretudo na área social Devem ser destacados programas como o Bolsa Família, o Minha Casa Minha Vida e o Mais Médicos. 

Escândalos em baixa

As denúncias envolvendo a Petrobras serão citadas durante a campanha, mas não devem fazer parte da pauta permanente dos candidatos. O eleitor gosta mais de uma campanha propositivas. Os recentes escândalos envolvendo a administração petista não devem ser muito explorados na campanha. Nem mesmo os gastos na Copa do Mundo deverão ser muito explorados pela oposição. A Copa, de certa forma, foi positiva para o governo porque não houve o desânimo e o ‘apagão’ esperados.

Reforma política fora da pauta

Apesar de elencarem a reforma política como um dos temas mais importantes a serem discutidos, o assunto não deverá ser pauta da eleição presidencial em função da estrategia dos partidos em relação a transformar o tema em matéria eleitoral. Mas deverá ser alvo de grande discussão na próxima legislatura. A discussão da reforma política ganhou força no ano passado, depois dos protestos de junho. Mas, a falta de clareza acabou esvaziando o debate.

Temas morais e religiosos

A campanha presidencial de 2010 ficou marcada pelo posicionamento dos candidatos sobre temas espinhosos, como o aborto. Para as eleições de 2014, o assunto deve retornar à pauta.

About the author /


Extra


Fatal error: Cannot redeclare kopa_comment() (previously declared in /home/storage/6/2d/73/extraguarapuava/public_html/wp-content/themes/resolution/comments.php:50) in /home/storage/6/2d/73/extraguarapuava/public_html/wp-content/themes/resolution/comments.php on line 108