Hemocentro de Guarapuava necessita de mais doadores nesse inverno

O frio chega e as doações de sangue diminuem

Durante o inverno, é comum que os bancos de sangue de todo o país fiquem desfalcados. Por isso, foi criada, em 2014 no Brasil, a campanha Junho Vermelho, cuja proposta é alertar para a importância de fazer a doação mesmo nessa época do ano.

O Hemocentro Regional de Guarapuava está com os estoques baixos de sangue nesse inverno e precisa da ajuda de todos os potenciais doadores para suprir a demanda dos 20 municípios regionais atendidos, incluindo, claro, Guarapuava.

Enfermeira Claudia Franciosi e assistente social Anita Aparecida Krutsch

Segundo a enfermeira Claudia Franciosi, por causa das baixas temperaturas, os doadores estão menos dispostos a sair de casa e não se sentem motivados a doar. Além disso, há muita gente que contrai as doenças respiratórias típicas de inverno e fica impossibilitado de fazer doação. “Infelizmente neste período do ano as pessoas relutam para sair de casa e com isso acabam diminuindo as doações. Então, cabe a nós lembra-los sobre a importância desse ato de solidariedade”, ressalta Claudia.

Segundo Anita Aparecida Krutsch, assistente social do Hemocentro, a maior necessidade de sangue é dos tipos O+ e O-, mas claro que todas as tipagens são fundamentais. Anita ainda acrescenta que, em geral, as pessoas ainda não criaram a cultura da doação voluntária de sangue. Por isso, ela reforça o pedido para que mais cidadãos guarapuavanos se tornem doadores regulares. “A doação é fundamental para salvar vidas, já que o sangue humano é insubstituível”, afirma a assistente social.

 

Vamos doar?

Doações de sangue ao Hemocentro devem ser feitas na sede do banco, localizada na rua Afonso Botelho, 134, no bairro Trianon. O horário de atendimento para a coleta é das 8h às 11h e das 13:30h às 16h, de segunda a sexta-feira. Outras informações sobre as doações podem ser obtidas através do telefone (42) 3622-2819.

CONDIÇÕES BÁSICAS

– Estar se sentindo bem, com saúde;
– Apresentar documento com foto;
– Pesar acima de 50 kg;
– Ter entre 17 e 67 anos de idade (menores acompanhados dos pais);

Recomendações para o dia da doação
– Nunca vá doar sangue em jejum;
– Repouso mínimo de 6 horas na noite anterior;
– Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores;
– Evitar fumar por, pelo menos, 2 horas antes da doação;
– Evitar alimentos gordurosos.

Quem não pode doar?
– Quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade;
– Mulheres grávidas ou que estejam amamentando;
– Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como Aids, hepatite, sífilis e Doença de Chagas;
– Usuários de drogas;

Depois que o sangue foi doado…

Todo sangue doado é separado em diferentes hemocomponentes (como hemácias, plaquetas, plasma e crio precipitado), e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma doação. Os componentes são distribuídos para hospitais e clínicas da cidade para atender casos de emergência, pacientes internados e pessoas com doenças hematológicas.

Quem faz três ou mais doações em um período de 12 meses tem direito a um certificado de doador fidelizado. O documento garante uma série de benefícios, como pagar meia-entrada em shows, espetáculos culturais, eventos esportivos, cinemas, exposições, entre outros. Para manter o certificado válido é preciso doar sangue pelo menos duas vezes a cada 12 meses.

 

 

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA