Guarapuava registra 58 notificações de casos de dengue

Os municípios que integram a área de ação da 5ª Regional de Saúde de Guarapuava têm 58 notificações para casos de dengue. Os números foram divulgados no final da tarde dessa terça feira (31) pela Secretaria da Saúde do Paraná.

De acordo com o “Boletim da Dengue”, Guarapuava possui um caso confirmado da doença e 17 notificações (casos em investigação). Outro caso foi confirmado em Laranjeiras do Sul, que possui ainda 24 notificações para a dengue. Os municípios de Boa Ventura São Roque, Nova Laranjeiras, Porto Barreiro, Prudentópolis, Rio Bonito do Iguaçu e Virmond também têm casos em investigação.

Em Guarapuava, ainda há três notificações para zika vírus e outras três para febre chikungunya.

JANEIRO SEM EPIDEMIA

Um levantamento feito pela Secretaria da Saúde do Estado aponta que pela primeira vez em cinco anos, o Paraná finaliza um mês de janeiro sem registrar epidemias de dengue em nenhum dos 399 municípios do Estado. A última ocorrência como esta aconteceu em 2012, quando nenhuma cidade paranaense apresentava mais que 300 casos da doença a cada 100 mil habitantes.

“Com campanhas e ações educativas, parcerias importantes, e um trabalho intenso de remoção de criadouros, entre outra ações, o Estado do Paraná enfrenta este que é um dos mais graves problemas de saúde pública do país na atualidade: a dengue”, salienta o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto.

O comparativo mostra que em janeiro de 2016, por exemplo, 11 municípios do Estado já haviam declarado epidemia. No mesmo mês em 2015, eram cinco cidades em epidemia, e, em 2014, três. A superintendente de Vigilância em Saúde, Cleide de Oliveira, salienta que mesmo com os bons números, o cuidado não pode parar.

BOLETIM

Divulgado nessa terça (31), o informe técnico da Secretaria da Saúde informa a ocorrência de 464 casos de dengue no Paraná desde agosto do ano passado, 25 casos a mais do que na última semana.

O boletim detalha também o comportamento das outras duas doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Agora, já são três casos de zika vírus, sendo dois importados de outras localidades, e 14 de chikungunya no Estado, com nove importados.

RedeSul

Tagged with:     ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA