Indústria paranaense cresceu 2,5% no semestre

FOTO: Agência Estadual de Notícias

Foi o terceiro maior crescimento da indústria de transformação do país, segundo o IBGE

A indústria do Paraná fechou o primeiro semestre com alta de 2,5% na produção, em comparação com o mesmo período do ano passado. Foi o terceiro maior crescimento da indústria de transformação do País, atrás de Santa Catarina (3,3%) e Amazonas (2,7%). Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física – Regional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Especificamente em junho deste ano, em relação a junho do ano passado, a indústria do Paraná cresceu 0,5%. Na passagem de maio para junho, o avanço, com ajuste sazonal, também foi de 0,5%.

O crescimento no semestre marca a retomada da indústria do Estado, depois de um ano com queda na produção por conta da crise econômica. “Os dados do semestre já apontam para uma reação consolidada da produção industrial no Paraná”, diz Francisco José Gouveia de Castro, diretor de Estatística do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes).

MÁQUINAS E AUTOMÓVEIS

Em 2017, a indústria paranaense vem sendo impulsionada principalmente pela produção de máquinas e automóveis. No acumulado do ano, a produção de máquinas e equipamentos registrou alta de 54% em relação ao mesmo período do ano passado e de veículos automotores, reboques e carrocerias apurou crescimento de 19,7%. Na comparação de junho com o mesmo mês do ano passado, as maiores altas foram de máquinas e equipamentos (31%), veículos automotores, reboques e carrocerias (12,3%) e fabricação de bebidas (10,9%).

“O setor de máquinas, principalmente tratores e colheitadeiras, foi impulsionado pela boa safra de grãos e pelas exportações. Já a produção de automóveis se beneficiou do aumento das vendas externas, principalmente para a Argentina”, explica Castro. No acumulado de janeiro a julho, as exportações de automóveis mais que dobraram, com alta de 105% – chegando a US$ 604, 7 milhões. As vendas externas de tratores aumentaram 40% – para US$ 163,8 milhões.

PIB

Para Castro, a retomada da indústria deve contribuir para a recuperação da economia do Estado. No primeiro trimestre, o PIB da indústria cresceu 3,1%, o que favoreceu o crescimento de 2,5% da economia paranaense no período. Na mesma base de comparação, o PIB brasileiro registrou recuo de 0,4%.

 

Tagged with:     , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA