Doleiro de Cunha é preso pela PF

Em mais uma fase da Operação Lava Jato, a Polícia Federal prendeu manhã desta sexta-feira (1º) o doleiro Lúcio Bolonha Funaro. Ele é ligado ao presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), segundo delatores da Lava Jato. Funaro é suspeito de intermediar propinas de grandes empresas em parceria com o peemedebista.

A relação entre Funaro e Cunha tornou-se pública em 2005, quando o doleiro teve de explicar à CPI dos Correios as razões que o levaram a pagar o aluguel de R$ 2.200 e condomínio de mais de R$ 600 para o deputado em um flat de Brasília.

Nova etapa

A nova etapa da Lava Jato também faz buscas no grupo JBS, controlador da Friboi. A ação tem origem em duas delações premiadas: a do ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto e a do ex-diretor de Relações Institucionais do Grupo Hypermarcas Nelson Mello.

A JBS nega estar relacionada à operação da Polícia Federal. Em um breve comunicado ao mercado, divulgado pela manhã na página da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a companhia diz que “não é alvo e não está relacionada” com a operação, bem como seus executivos.

Tagged with:     , , , , , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA