Deputados debatem, hoje (20), a situação dos lixões no Brasil

 

  Os deputados federais vão conhecer hoje (20, terça) um sistema que propõe acabar com os lixões no país e, também, dar empregos a catadores e a quem vive do lixo. No seminário “A gestão de resíduos sólidos no Brasil e os desafios ao cumprimento da Lei 12.305/2010” que acontece das 9h às 18h no Anexo II do Plenário 2 da Câmara Federal, o presidente da Confederação do Elo Social (Cesb), Jomateleno dos Santos Teixeira, vai afirmar que a Cesb, junto com o Grupo Iner e o Sindicato Nacional dos Decoradores e Tapeceiros (Sindetap), tem um sistema, o “Lixo Zero, Social 10”, apresentado ao Brasil em maio, em Vitória (ES), que se adequa integralmente à Lei  da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

  “Mapeamos todo o país e dividimos os municípios em consórcios de até cem mil habitantes. Nesse grupo de municípios temos capacidade e expertise para instalar uma usina (Centros de Triagem e Transbordo), uma de compostagem e outra de incineração de animais e, também, um prédio do Elo Social que oferecerá à população serviços de psicologia, assistência social, e advocacia, além de promover cursos de formação profissional”, diz Jomateleno. O sistema atende a todo tipo de lixo, seja orgânico, reciclável e até os especiais, como hospitalares.

   O sistema deve ser implantado no Espírito Santo em breve e outros Estados do país estão aptos a recebê-lo porque que a Cesb, após anos de trabalho, já mapeou todo o Brasil e tem os parceiros para acabar com as cenas de famílias e crianças catando sobras de comidas em lixões espalhados pelas cidades brasileiras.

  O seminário será transmitido ao vivo pela TV Câmara e Jomateleno mostra a solução “Lixo Zero, Social 10”, a partir das 16h, na mesa “Encerramento dos Lixões e Desafios da Sustentabilidade”.

Tagged with:     , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA