Richa nomeia 143 profissionais para reforçar quadro do Instituto Emater

O governador Beto Richa assinou nesta terça-feira (19) o decreto de nomeação de 143 profissionais para o quadro do Instituto Emater. Com os novos engenheiros agrônomos, de pesca, de alimentos, de segurança e florestal, além de médicos veterinários, zootecnistas e técnicos agrícolas a empresa reforça sua atuação no Interior, ampliando o suporte à produção agropecuária do Estado.

“A nomeação destes novos profissionais fortalecerá o trabalho de apoio e assistência técnica para nossos produtores rurais, sobretudo aos pequenos e médios agricultores”, afirmou Richa. “O aumento da produtividade e a diversificação das culturas e lavouras, com consequente ampliação da renda das famílias dos produtores, são os nossos objetivos mais imediatos com esta iniciativa”, disse. Richa ressalta que as últimas contratações para o Instituto Emater foram feitas em 2009 e hoje a empresa conta com cerca de 1,2 mil funcionários.

“Iniciamos o processo de reformulação do quadro da Emater dentro da realidade atual das contas públicas”, disse o governador, ressaltando a qualidade técnica da empresa e a contribuição para o desenvolvimento do Paraná.

O secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, explica que os novos profissionais iniciam suas atividades já sabendo em que região do Estado irão atuar. “Este primeiro grupo está indo para áreas mais deprimidas, que precisam de suporte do poder público para desenvolver a produção agrícola e gerar mais renda”, disse. Ortigara afirma que o governo do Estado fará todo o esforço necessário para que mais profissionais aprovados em concurso sejam chamados pelo Instituto Emater. “Temos que obedecer os limites da lei com o gasto com pessoal”, destaca ele. “Mas temos que ser otimistas e tentar trazer mais gente assim que a situação permita”, afirmou o secretário. A contratação dos profissionais foi possível após a implementação do Plano de Demissão Voluntária (PDV) no Instituto Emater, que abriu espaço para a entrada de novos funcionários. “Ao liberar funcionários mais antigos para uma aposentadoria digna, abrimos espaço para a oxigenação e modernização da empresa com a entrada de novos servidores”, disse Ortigara.

HISTÓRIA

O Instituto Emater completou 60 anos de serviços de assistência técnica e extensão rural em 2016. Nesse período participou dos diversos ciclos de produção que impulsionaram a economia do Estado como o cafeeiro, de madeiras, implantação das cooperativas paranaenses, soja, carnes e outros. O trabalho também contribuiu para fazer do Paraná um grande polo agroindustrial.

O instituto é referência nacional e internacional, principalmente na assistência à produção de alimentos, madeiras e fibras e o cuidado com o meio ambiente. “Esta contratação significa muito para a empresa. Vamos ampliar o trabalho de extensão rural oficial, que é um serviço importante para o nosso Estado, onde temos agricultura como carro-chefe da economia”, afirma o presidente do Instituto Emater, Rubens Niederheitmann.

Segundo ele, as nomeações vão permitir ampliar o atendimento a vários municípios. “Vamos poder levar políticas públicas aos agricultores em todo o Estado do Paraná, ampliar nossa atuação na área de crédito, na área de organização, no apoio às cooperativas”, explica o presidente do Instituto Emater.

REGIONAL

Segundo o gerente da regional do Instituto Emater de Guarapuava, Julci Pires, são 13 profissionais para a região de Guarapuava, que abrange 12 munícipios. “Nosso concurso completou dois anos e era para serem contratados 400 novos. Precisamos de mais, mas essa demanda ajuda e muito nosso trabalho”.

Julci reforça a importância desses profissionais para a região. “Estamos fadados na região, temos cinco cidades sem estrutra técnica da Emater, trabalhamos com técnicos da prefeitura desses locais. Eles só vem a acrescentar”.

 

Tagged with:     , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA