O comportamento e a saúde são influenciados pelo clima

Foto: Reprodução/ilistrativa

Conheça seis maneiras de como a temperatura pode alterar o funcionamento do sistema biológico das pessoas e como isso acontece

Se você é ser humano e habita este planeta, é provável que já tenha formado opiniões sobre o tempo. Mas o modo como as condições no tempo nos afetam podem ser mais profundas.
A temperatura e as condições ao ar livre exercem efeito direto sobre como nos sentimos física e mentalmente, revela um conjunto crescente de pesquisas.
À medida que padrões climáticos de calor muito forte vão ficando mais frequentes — a realidade das mudanças climáticas —, nosso bem-estar pode sentir os efeitos disso.
Se você observar alguma mudança mental ou física que acompanha as flutuações do tempo, saiba que não está imaginando coisas. Veja abaixo como a temperatura lá fora pode influir sobre seu bem-estar e seu comportamento geral.

1. A chuva pode agravar alergias

A chegada da primavera leva muitas pessoas a apresentar coriza. Se você costuma sofrer alergias sazonais nesta época do ano, saiba que elas geralmente se agravam com a chuva. Sabe-se que a chuva leva o pólen embora, mas primeiro as tempestades detonam as partículas de pólen e espalham os alérgenos ainda mais, antes de purificar o ambiente, disse ao The Weather Channel o alergologista Warner Carr.

2. Dias ensolarados melhoram o humor

Embora não seja um impacto muito forte, o bom tempo pode gerar um impacto psicológico positivo. Um estudo da Universidade do Michigan constatou que as pessoas que passam pelo menos meia hora ao ar livre quando o tempo está bom (por exemplo, indo ao parque no primeiro dia ameno da primavera) têm ânimo mais alegre.

3. O calor intenso gera riscos à saúde.

Cuidado com os dias mais quentes do verão. A temperatura muito alta aumenta o risco de problemas de saúde ligados ao calor. A desidratação e a insolação podem influir sobre o comportamento da pessoa e, se forem graves, têm o potencial de causar lesões cerebrais, disse ao HuffPost Brent Solvason, professor adjunto clínico de psiquiatria e ciências comportamentais na Universidade Stanford.

4. A pressão sanguínea cai no verão.

Não é por nada que nos sentimos mais descontraídos no verão. Pesquisas mostram que a pressão sanguínea cai no verão, comparada ao inverno, graças à mudança na pressão atmosférica. A temperatura mais baixa leva os vasos sanguíneos a se estreitar, o que pode causar uma elevação da pressão, informou o Weather Channel.

5. Somos mais criativos no calor.

Pesquisas da Universidade do Michigan sugerem que sair para o ar livre em um dia agradável de primavera pode estar ligado a um aumento no pensamento criativo.
“Sair ao ar livre quando o tempo está agradável realmente nos proporciona uma maneira de ‘resetar’ nosso modo de encarar as situações”, disse o pesquisador Matthew Keller. “Todo o mundo pensa que as condições do tempo afetam o estado de ânimo, mas os maiores ensaios feitos para testar essa teoria não encontraram qualquer vínculo entre uma coisa e outra.

06. O calor desperta o apetite sexual

Estudos sugerem que pode haver um componente sazonal nos níveis mais altos de concepção humana. Uma análise feita na Europa constatou que há um aumento de 10% acima da média dos nascimentos no mês de março, indicando que a concepção teria ocorrido por volta de junho (o início do verão no hemisfério norte), relatou a “Scientific American”.
A mesma pesquisa constatou que os níveis de testosterona dos homens e os hormônios femininos ligados à ovulação chegam ao máximo nessa época do ano.

Tagged with:     , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA