Crimes ambientais são cada vez mais frequentes na região

De acordo com o comandante da 2ª Cia, Major Heraldo de Lima, toda semana são registradas de cinco a seis ocorrências ambientais na região

A Polícia Ambiental (PA) do Paraná já há algum tempo vem auxiliando os serviços da 2ª Cia da Polícia Militar de Laranjeiras do Sul.

No entanto, as apreensões e irregularidades constatadas na última semana e por ser no mesmo local, o Assentamento Marcos Freire, em Rio Bonito do Iguaçu, acabou chamando um pouco mais de atenção das pessoas.

 

CASOS

Na última quinta-feira (17), a PA constatou o corte isolado de 15 árvores de araucária, e outras duas de madeira branca. A proprietária da área foi identificada e ela contou não possuir autorização para a extração de vegetação nativa. Foi encaminhado um ofício ao Ministério Público e ao IAP para os procedimentos.

No mesmo dia, e também no assentamento, a Polícia Ambiental encontrou duas áreas de desmate,  sendo uma de 1.4 hectares de vegetação nativa em estágio médio de regeneração e outra de 0,7 hectares de vegetação nativa em estágio inicial de regeneração. Ambas as áreas inseridas no bioma da mata atlântica.

Já neste domingo (20), enquanto realizava patrulhamento na comunidade São Vicente, Assentamento Marcos Freire, a equipe da Polícia Ambiental verificou uma área de supressão vegetal nativa em área de preservação permanente, totalizando uma área de 0,2 hectares e também 0,23 hectares fora da área de preservação permanente. A vegetação encontrava-se em estágio médio de regeneração. O proprietário das terras alegou não possuir licença para tal obra.

 

OCORRÊNCIAS

De acordo com o comandante da 2ª Cia, Major Heraldo de Lima, a demanda por patrulhamentos referentes a crimes ambientais sempre existiu na região e já há algum tempo a Polícia Militar vem recebendo o apoio da Polícia Ambiental visando combater esse crime.

Ele disse que praticamente toda semana são registradas de cinco a seis ocorrências na região. “Todos são encaminhados ao Ministério Público e ao IAP para que estes órgão tomem os demais procedimentos”, relata.

O Major acredita que por terem sido registradas várias ocorrências, no mesmo assentamento, acabou repercutindo um pouco mais e as pessoas comentam mais. No entanto, diversas outras irregularidades foram encontradas em outros municípios como Laranjeiras do Sul, Virmond, Cantagalo e nos demais que compõem a 2ª Cia.

Tagged with:     , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA