Verão paranaense será típico, prevê Simepar

O verão começou no dia 21 de dezembro e termina às 7h29 do dia 20 de março de 2017. O início da estação será influenciado pelo fenômeno La Niña de fraca intensidade, que resfria a Temperatura da Superfície do Mar (TSM) e deve perder força paulatinamente até março.

“As análises preliminares indicam que o verão paranaense terá comportamento típico, com calor elevado e massas de ar instáveis causando chuvas curtas e fortes, com muitos raios e rajadas de ventos, geralmente no período da tarde”, informa o meteorologista do Simepar, Cezar Duquia.

Não há previsão de seca. Eventuais oscilações nos índices de temperatura e chuvas não serão significativas, pois de modo geral os valores deverão permanecer dentro das médias históricas para cada região do Estado. As temperaturas mais altas ocorrem na Região Noroeste e as mais baixas são registradas na Região Sul.

Segundo Duquia, os sistemas frontais – frentes frias ou quentes – que se deslocam pelo Sul e Sudeste do Brasil abastecem a atmosfera de umidade, favorecendo a ocorrência de chuvas. No entanto, esses sistemas meteorológicos não são os únicos provedores das chuvas para as diferentes regiões paranaenses, pois há também os aglomerados de nuvens que, dependendo de suas dimensões e organização, podem causar chuvas rápidas e intensas.

“As nuvens podem se formar a partir da influência local de fatores como relevo, aquecimento e ventos locais, bem como fazer parte de uma instabilidade atmosférica organizada em escala mais abrangente, que pode se estender além dos limites do estado”, explica o meteorologista.

A tendência climática para este verão está baseada na análise conjunta das condições oceânicas e atmosféricas e dos modelos de previsão climática sazonal. Considera, ainda, a previsão consensual lançada pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais).

CARACTERÍSTICAS – A expressão verão tem origem no latim vulgar veranum, que se refere a veranuns tempus. Caracteriza-se por temperaturas mais elevadas e dias mais longos na porção da Terra que fica mais próxima ao sol. É comum a ocorrência de chuvas de curta duração e forte intensidade devido à evaporação das águas provocada pelo calor. Na região Sul do Brasil, as chuvas costumam variar entre 300mm e 500mm.

Tagged with:     ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA