Horário de verão: gosto ou não gosto

 

Há os que gostam. E também há os que não gostam. Não existe um equilíbrio pois sabe-se (a pesquisa é aleatória) que mais de 60% dos brasileiros estão entre os que “adoram” ou simplesmente “gostam” do horário de verão. Uma parcela mínima (6%) diz que é “indiferente”. E os outros 34%? Odeiam, detestam, não tem meio termo com eles.

Pois o horário de verão está aí, de novo, para alegria de alguns como se pode ver, mas para tristeza de uma parcela considerável de pessoas. As alegações para não gostar incluem o fato de ter que levantar uma hora mais cedo e o organismo não aceita isso tão rapidamente e mudar, completamente, os horários de alimentação.

Marcela Firmam é uma dona de casa na colônia Entre Rios, bem pertinho de Guarapuava, local conhecido pelas suas plantações de cevada para produção de cerveja. Ela está entre a minoria, entre os que simplesmente detestam o horário de verão. Segundo ela, “a gente acorda mais cedo, fica mais tempo com a luz acesa (pela manhã e à noite) porque as pessoas vão dormir mais tarde”, reclama.

  • (Quer ler mais? Este material faz parte da edição 117 do Jornal Extra Guarapuava, que está circulando pela cidade)

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA