O ovo é doce, mas o preço é salgado

Agora os mercados aderiram o cartão de crédito para a Páscoa. Os ovos  de chocolate podem ser parcelados em até 10x no cartão

Páscoa chegando, e a primeira coisa que vem na mente é chocolates! As prateleiras de supermercados estão lotadas desde o fim do mês passado para fazer a alegria de crianças e adultos, que esperam o ano todo por essa época.

Mas o que assusta em meio ao doce que a Páscoa traz, é o salgado dos preços. Este ano o preço dos chocolates e ovos subiu muito em relação ao ano passado. “Eu fui comprar um ovo do homem aranha porque meu filho queria o brinquedo que vem dentro. Fiquei horrorizada com o preço. O ovo era nº 12 pequeno, e custou 40 reais. Como tenho dois afilhados gastei em torno de 120,00 reais em ovos de páscoa”, relata a servidora pública Alessandra Alves.

E não é se tratando apenas dos ovos que o preço está mais alto não. Pra quem gosta de uma segunda opção como as cestas por exemplo, o valor também está sendo mais alto. A caixa de bombom da Nestlé por exemplo, está custando em torno de R$ 9,98 em um mercado popular da cidade. Já a caixa da marca  Lacta está R$ 10,25.

Ou seja, fica caro até mesmo pra quem sempre buscou as segundas opções. Mas e o consumidor, como fica nesta situação em que cada ano os preços aumentam? Para isso o  Procon – PR,  fez uma palestra para esclarecer diferenciação de preços, e repassar orientações aos comerciantes paranaenses sobre a medida provisória que permite a diferenciação de preços em função da forma de pagamento escolhida pelo consumidor.

Palestra PROCON – PR

A palestra fez parte do “Projeto Boa Compra”, resultante de um termo de cooperação técnica firmado entre a Secretaria de Justiça, Trabalho e Direitos Humanos e a Associação Comercial do Paraná e que tem como finalidade orientar consumidores e fornecedores sobre seus direitos e deveres.

De acordo com Artagão de Mattos Leão Júnior, Secretário da Justiça, “iniciativas como esta tem como objetivo principal orientar os diversos atores do mercado de consumo para evitar que consumidores sejam lesados, harmonizando as relações entre clientes e empresas”, avalia.

Além disto, na palestra foram ainda apresentados os resultados da plataforma www.consumidor.gov.br, serviço disponibilizado pelo Procon-PR, que tem possibilitado aos consumidores reclamar diretamente aos fornecedores sem sair de casa e com índices de resolutividade que ultrapassam 85%.

 

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA