Um terço das notificações de celular só serve para piorar seu dia

foto: Divulgação

Com mais de meio milhão de notificações, os cientistas perceberam que 32% dos alertas geraram emoções negativas nos usuários

As redes sociais causam um impacto negativo no sono e na autoimagem dos jovens. Agora, a nova vítima de Instagram, Facebook e cia é o bom-humor: cientistas descobriram que as notificações dos smartphones nos deixam mais ranzinzas.

Um grupo de cientistas da Nottingham Trent University, na Inglaterra, investigaram os efeitos que os avisos de celular causavam no humor de 50 pessoas. Os pesquisadores enviaram milhares de alertas digitais aos participantes durante cinco semanas. Para coletar dados sobre o envio das notificações e os sentimentos que esses alertas causavam, os voluntários utilizaram um aplicativo chamado NotiMind, desenvolvido pelos organizadores do estudo, no qual relatavam o tipo de sentimento que aparecia.

Com mais de meio milhão de notificações, os cientistas perceberam que 32% dos alertas geraram emoções negativas nos usuários, que relataram sentir hostilidade, medo, chateação, nervosismo e até vergonha.
As notificações de atividade não-humanas, como alertas de atualização de sistema, disponibilidade de rede e memória cheia, por exemplo, foram as que mais pioraram o humor dos participantes da pesquisa. Dentre as mensagens enviadas por pessoa, as notificações relacionadas a trabalho foram as que mais geraram desconforto – ainda mais quando chegavam em várias mensagens, e não em um só texto.
Mas nem todos os alertas nos smartphones fizeram os voluntários pesquisados revirarem os olhos. Quando o emissário da mensagem era um amigo, as mensagens melhoram o humor dos participantes, e estimulavam sentimentos de pertencimento e conexãoal.

Na divulgação do estudo, os pesquisadores disseram que essas descobertas vão possibilitar que a comunicação móvel comece a levar em conta a consciência emocional dos usuários.

No futuro, essas descobertas podem ser úteis para personalizar os sistemas de notificação. Quando uma pessoa está se sentindo pra baixo, por exemplo, ela poderá escolher não receber os alertas que piorem o estado de espírito, e decidir só ver mensagens de entretenimento para dar aquela levantada no astral.

Tagged with:     , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA