Turismo Religioso será pauta de ações no Paraná em 2018

Fotos: Divulgação

Em Guarapuava o Olho D’Água de João Maria, Santuário de Bom Jesus, em Laranjeiras do Sul e a Igreja da Rondinha em Reserva do Iguaçu recebem centenas de fiéis para peregrinações

Um trabalho iniciado há mais de quatro anos pela Paraná Turismo, Fecomércio/Senac-Sesc e CNBB/Pastoral de Turismo, pelo Turismo Religioso no Paraná, resultou na conquista do Ano Temático para este promissor setor. Nas 14 regiões turísticas possui potenciais para desenvolver o turismo nos motivos da fé e religiosidade. Temos a diversidade pela fé e o fato do povo paranaense ter tradição na participação em manifestações religiosas e peregrinações, com o diferencial da riqueza cultural trazida pelas etnias.

O Santuário de Bom Jesus, em Laranjeiras do Sul atrai romarias desde 1960

A proposta da Paraná Turismo é incentivar as lideranças das religiões a pautar nas suas agendas a importância do Turismo na evangelização, e cultivo de ideais e a magnitude deste patrimônio na movimentação de pessoas nos diferentes pontos do Paraná, no fenômeno do Turismo. O setor católico é no momento o que está mais mobilizado institucionalmente para o Turismo Religioso, com destaque para projetos dos Santuários Turísticos, Rota do Rosário e Rotas da Fé.

Lunardelli

Chama a atenção a importância do Turismo Religioso para o município de Lunardelli, integrante da região turística Vale do Ivaí, através do Santuário Santa Rita de Cássia, que resultou na conquista do título da Capital da Fé, integrando evangelização e economia pelo Turismo. Em outro ponto, no extremo do estado, próximo a Foz do rio Piquiri, no município de Terra Roxa, chama atenção a estrutura do Santuário da Fé Espírita Reino de Baluaê, com o cultivo dos valores afro-religiosos da Umbanda.

O Santuário do Passo da Reserva, em Reserva do Iguaçu foi fundado pelos tropeiros em 1875, com muita mística, milagres e lendas

Na região turística de Cataratas e Caminhos do Iguaçu, cabe destaque ao Templo Budista em Foz do Iguaçu, ao Monumento do Cristo em Santa Helena e ao monumento da Nossa Senhora Aparecida em Itaipulândia e o diferenciado apreço dos agricultores que criaram na zona rural em Medianeira, toda uma estrutura do Morro Nossa Senhora da Salete, com acesso por veículos, ou a pé pela “escadaria da fé” construída com recursos do Ministério do Turismo.

Assim, Mesquitas, Templos Budistas, Templos Evangélicos, entre outros, ganham destaque e valorização cultural e turística, cabendo aos líderes religiosos e gestores municipais a formatação de atividades e ações neste ano temático, onde o Paraná criou o Ano do Turismo Religioso. A Paraná Turismo através do Conselho Paranaense do Turismo (CEPATUR), está organizando uma Comissão Representativa das religiões com Interesse no turismo, com participação da Associação Inter-Religiosa do Estado (ASSINTEC).

Para o período de 15 a 17 de março, nas dependências da EXPOUNIMED, será disponibilizado um Espaço de Produtos Turísticos Religiosos, na 14ª Mostra das Regiões Turísticas, que acontecerá em conjunto com o 24º Salão Paranaense do Turismo, convida o presidente da Paraná Turismo, Jacó Gimennes.

Tagged with:     , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA