“Uma tarde com a Coamig” levou crianças de escolas municipais para Expogua

O objetivo da iniciativa foi apresentar o cooperativismo aos pequenos por meio de atividades lúdicas

Aproximadamente 400 crianças de escolas municipais visitaram a 42ª Expogua na tarde desta segunda-feira (7). A ação foi promovida pelo segundo ano consecutivo, pela Cooperativa Agropecuária Mista de Guarapuava (Coamig), com o apoio de mulheres envolvidas no meio rural, Sindicato Rural de Guarapuava, Sociedade Rural de Guarapuava, Sicredi, BMilk e Casa da Cultura.

As crianças da Escola Municipal Julieta Anciutti, Escola Municipal Benedita da Silva e Escola Municipal Dionísio Kloster Sampaio assistiram duas apresentações culturais promovidas pela Casa da Cultura de Guarapuava. Em seguida, a estrela da tarde foi a vaca Mimosa, que chamou muita atenção da criançada. Uma rápida ordenha foi feita, para mostrar aos pequenos de onde vem o leite. Ao final, as crianças receberam um lanche especial. O evento foi denominado “Uma tarde com a Coamig”.

A aluna da Escola Municipal Julieta Anciutti, Marina Gonçalves Oliveira, de 9 anos, afirmou ter gostado da programação. “Gostei muito do teatro que contou a lenda do boi Bumbá. E nunca tinha visto uma ordenha. Foi muito legal”.

A professora Eva Regina Sebrenski, da mesma escola, destacou que a ação foi muito interessante para as crianças. “Para elas, só o fato de saírem da escola e irem até um lugar diferente, já é interessante. E o que foi passado aqui hoje, que é o folclore e essa aproximação com o meio rural também será aproveitado para atividades dentro de sala de aula. Então foi uma experiência muito rica”.

Outro aluno, da Escola Benedita da Silva, Bruno Miguel Souza, de 8 anos, afirmou já ter visto uma ordenha. “Mas gostei muito do passeio e das apresentações. Foi muito engraçado”.

A diretora da Benedita da Silva, Ingrid Justino, aprovou a iniciativa. “Para a maioria dessas crianças, essa foi a única oportunidade de estarem aqui na Expogua. Achei muito interessante ser trabalhado esse contexto do folclore, mas mais ainda estar inserido no meio do cooperativismo, que hoje é tão importante. Estamos em meio uma crise e desde pequenos é importante eles conhecerem o cooperativismo e como eles podem nos ajudar”.

Uma das organizadoras da ação social, Niura Bastos, disse que a intenção da atividade é promover aos alunos a oportunidade de vivenciar outras realidades. “Nós sabemos o quanto é difícil para as escolas públicas promoverem atividades diferenciadas com as crianças, ainda mais sair ali da rotina da escola, pelo fato do próprio deslocamento. Queremos continuar promovendo este trabalho todos os anos”, finalizou.

Tagged with:     , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA