Solidariedade e emoção marcam campanha de corte de cabelo na Guairacá

Foto: Assessoria

 Em alusão ao Outubro Rosa, o objetivo da ação era arrecadar cabelos para a confecção de perucas que serão entregues a pacientes em tratamento contra o câncer

Desde maio a dona de casa Verônica Alves Bonifácio, de 52 anos, vem aumentando os cuidados com o cabelo. O objetivo era de doar para confecção de peruca e ajudar pacientes, adultos ou crianças, em tratamento contra o câncer. Na noite dessa terça-feira, 24, ela exibia a mecha cortada, satisfeita com a missão cumprida. “Meu marido está se recuperando de um câncer. Desde que foi descoberta a doença eu fiz a promessa de doar meu cabelo e quando fiquei sabendo da campanha na Guairacá vi a oportunidade de ajudar alguém que precisa. Estou feliz e realizada”.

À exemplo de Verônica, várias pessoas atenderam ao chamado da campanha promovida pela Faculdade Guairacá. Em poucos minutos o hall de entrada da instituição ficou tomado por professores, estudantes, colaboradores e equipe de voluntários que contabilizou, em apenas 3 horas, 38 cortes e 3.903 gramas de cabelo.

A ação integra a programação alusiva à campanha Outubro Rosa e Novembro Azul desenvolvida por meio das Clínicas Integradas Guairacá, que esse ano traz como tema: sonhos podem ser realizados juntos. A coordenadora administrativa do centro de especialidades, Bianca Raquel Garcia Pereira, ficou surpreendida com a adesão e tamanha proporção que o evento tomou. “Não esperávamos a participação de tanta gente. Antes mesmo de começarmos os cortes já se formava uma fila de espera”.

A acadêmica Samara Tiburcio da Rosa, do 4º Período de Pedagogia, não apenas doou todo seu cabelo, como também mobilizou 9 colegas de turma, além de familiares. “Quando soube da campanha de corte de cabelo para confecção de perucas já chamei minha irmã e minhas colegas de turma. Independente do estado ou comprimento do cabelo, o que importa é que o gesto faz um bem maior para outras pessoas”.

Sara Izabelly, de apenas 8 anos de idade, também deu o exemplo. “Fiquei com dó das crianças sem cabelo e resolvi doar o meu. Gosto de cabelo comprido, mas também gostei dele curto”.

A ação na Faculdade Guairacá contou com a parceria da ACPAC (Associação Casa de Passagem e Apoio a Pessoa com Câncer), projeto Reflexo do Bem, Núcleo Estética, Beleza e Bem-Estar e Hospital São Vicente.

Tagged with:     , , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA