Políticas de enfrentamento da violência contra mulher tende a ser prioridade

FOTO: Assessoria

Projeto da ministra Cármen Lúcia está sendo aplicado em todo o país pelas comarcas judiciárias 

A cidade de Guarapuava será palco de importantes redes de debates, para o alinhamento das entidades representativas e políticas públicas de enfrentamento da violência contra as mulheres. A abertura oficial da semana “Nacional da Justiça pela paz em Casa” foi ontem segunda-feira (21), nas dependências da faculdade Campo Real.

Falando para a reportagem, a Juíza de Direito do Tribunal de Justiça do Paraná, da 3ª Vara Criminal da Comarca de Guarapuava, Carmen Zolandeck Mondi, destacou a importância destes eventos de mobilização e conscientização da comunidade local e regional. De acordo com a magistrada o poder judiciário está atuando, num envolvimento com as entidades representativas. “Os problemas envolvendo a violência contra as mulheres é sério e o estado por si só não vai solucioná-los. Precisamos investir em ações preventivas, com a participação das entidades representativas”, salientou a Carmen Mondi. O primeiro encontro da programação contou com a participação de diversas entidades, incluindo representantes da prefeitura de Guarapuava, entre elas a secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres.

Nos temas debatidos estiveram “Políticas Públicas, Práticas Restaurativas e Autonomia Econômica pela Paz em Casa em Guarapuava”. Na sua avaliação a atual crise econômica também influência na violência nos lares, pelo fato que muitas mulheres por não possuírem uma renda mensal, acabam sendo submissas ao esposo. “Muitas vezes a mulher denuncia o agressor e depois retira a queixa crime, por depender dos recursos para sua sobrevivência e dos filhos”, frisou a magistrada.

A professora Janete Munhoz, que coordena o curso de Administração da Faculdade Guairacá disse que a instituição de ensino a qual ela representa implantou um programa com cursos de capacitação para mulheres vítimas de agressões no lar. “Com isso ela poderá ter o empoderamento, resgatando sua dignidade e a volta ao mercado de trabalho. Garantindo assim uma renda e o sustento dos seus filhos”, argumentou a educadora.

Projeto Cármen Lúcia

A semana “Nacional da Justiça pela paz em Casa” foi idealizado pela atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia. Com a presença do vice-prefeito Itacir Tessaro foi assinado um convênio das práticas restaurativas entre a Faculdade Campo Real e a prefeitura.

A secretária da Mulher, Priscila Schran comentou que o objetivo é fortalecer a relação da secretaria da Mulher com o Poder Judiciário e Ministério Público. Como também aproveitar o momento para espalhar e compartilhar essa campanha com os mais diversos representantes da sociedade. “Também foi um momento de explanar sobre o Projeto Restaurar, que tem por objetivo construir práticas restaurativas em combate à violência doméstica e familiar contra a mulher, onde assinamos o convênio que com certeza trará ótimos resultados para a cidade”, reiterou Priscila.

O evento realizado pelo Conselho Nacional de Justiça e também conta com a parceria dos Tribunais de Justiça, Política Judiciária Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres no Poder Judiciário, Unicentro, faculdades Guairacá e Faculdade Campo Real. “Esse evento é muito importante e relevante para toda a comunidade local, pois traça mais uma forma de alcançar nosso objetivo maior, que é a paz social e o bom convívio entre as pessoas. Além disso, pudemos discutir sobre formas de como realizar afastamento da violência em qualquer âmbito, seja familiar ou social”, enfatizou o Promotor de Justiça de Guarapuava, Felipe José Gehr.

 Agenda

Ao longo da semana as atividades da campanha continuam. Amanhã, terça-feira (22), será realizada nas Clínicas Integradas Guairacá, a Tarde da Autoestima e Amor Próprio, além de Sessão de Beleza. Na quarta-feira (23), acontece a partir das 8h30 no Mini auditório da Unicentro, o Lançamento de materiais audiovisuais – Numape e Florecer, além da palestra “A importância do trabalho em rede para garantia do combate a violência e da Promoção de Políticas Públicas”. Já no período da tarde, encerrando as atividades da programação, nas Clínicas Integradas Guairacá, a Tarde Saúde da Mulher, serão realizados exames de Papanicolau; Glicemia; Tipagem Sanguínea, entre outros.

Tagged with:     , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA