Em Guarapuava, mulheres poderão ter vagas garantidas na construção civil

Projeto da Prefeitura garantindo acesso feminino às vagas foi protocolado na Câmara de Vereadores

Melhores salários, possibilidade de crescimento profissional e a sensação de liberdade em relação aos homens são os principais atrativos do mercado de construção civil para as mulheres. No Brasil, existem muitas mulheres que trabalham na área de forma autônoma, exercendo atividades que envolvem, principalmente, serviços de finalização e acabamento de obras. Mas não são todas as cidades que dão essa oportunidade para as mulheres.

Em Guarapuava, isso está prestes a mudar. “Uma grande conquista, que vai mudar a realidade de muitas mulheres de Guarapuava”. Assim, a secretária de Políticas Públicas para Mulheres de Guarapuava, Priscila Schran, define o projeto de Lei 033/2017, entregue na última segunda-feira (26) para o presidente da Câmara de Vereadores, João Napoleão.

“Com a aprovação da lei teremos mais um estímulo para as mulheres trabalharem em áreas diversas da construção civil, dando preferência às que participam dos cursos profissionalizantes ofertados pelo município e que ajudam nas políticas públicas afirmativas e inclusivas. A maior dificuldade das mulheres que fizeram os cursos é ter experiência no mercado de trabalho e a iniciativa busca justamente oportunizar essa primeira experiência, possibilitando a inserção delas no mercado de trabalho formal. Além disso, elas terão mais oportunidades para fortalecimento e emancipação”, completou a secretária.

O projeto de Lei trata da contratação de mulheres, em caráter de aprendizagem, no quadro das empresas que prestam serviço ao município na área da construção civil. 10% das vagas deverão ser ocupadas por mulheres.

Para o prefeito, Cesar Silvestri Filho assegurar vagas de trabalho às mulheres nas empresas de construção civil que prestam serviço para o município dá mais oportunidades de crescimento profissional.  “A presença da mulher na construção civil ainda é muito pequena, mesmo com as capacitações promovidas gratuitamente pela Prefeitura. A criação de mais oportunidades de emprego permitirá que elas tenham mais chances de obter autonomia e independência financeira”, completou o prefeito de Guarapuava.

O Projeto de Lei, protocolado na Câmara Municipal de Vereadores seguirá agora para votação.

 

Políticas Públicas para as Mulheres

O fortalecimento e emancipação feminina tem sido o foco da Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres de Guarapuava.  Além de proporcionar mais oportunidades para as mulheres no mercado de trabalho, a Secretaria tem se engajado em projetos de proteção de mulheres em situação de violência. O município deverá ser 1º do Paraná a receber botões de pânico que vão auxiliar vítimas de violência doméstica. Além disso, o município poderá também aderir à Justiça Restaurativa, um método consensual de resolução positiva de conflito, onde todos direta e indiretamente envolvidos na relação conflituosa têm oportunidade de dialogar, expor suas necessidades e possibilidades, bem como construir, de forma conjunta e voluntária, a melhor solução. São ações que buscam autonomia e qualidade de vida para todas as mulheres guarapuavanas.

Tagged with:     , , ,

About the author /


Extra

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Newsletter

ASSINE O EXTRA